Quem é líder levanta a mão

Vila Nova bate Aparecidense fora de casa, volta a vencer e dispara na liderança 

Postado por João Paulo Dias em 9 de Fevereiro de 2017 às 23h29

O Vila Nova venceu mais uma e chegou à liderança isolada do Campeonato Goiano com 10 pontos conquistados. Jogando em Aparecida de Goiânia, no Anníbal Batista de Toledo, o Tigre bateu a Aparecidense por 2 a 1 com gols de Moisés e Wesley Matos. O tento do Camaleão foi de Hélder.

Apesar de ter sofrido seu primeiro gol no torneio, o Tigre segue com a melhor defesa do torneio e agora se igualou ao Goiás como melhor ataque. O próximo compromisso do colorado pelo estadual é no domingo (12), quando enfrenta o Rio Verde fora de casa, às 17 horas. Já a Aparecidense vai jogar de novo em seus domínios, dessa vez contra o Crac, também no próximo domingo, às 17 horas.

 

O Jogo

Aparecidense e Vila Nova começaram o duelo de uma forma bem cautelosa, por mais que tentassem, as equipes não conseguiam, nos minutos iniciais, desenvolver suas jogadas. Tanto que a primeira finalização da partida foi só aos 10 minutos, quando Hiroshi bateu de longe, mas a bola tocou na zaga e saiu pela linha de fundo. Já a primeira falta só foi ocorrer na marca dos 15 minutos.

O Tigre se valeu de uma cobrança de escanteio para inaugurar o marcador no Aníbal Batista de Toledo. Depois da bola alçada para a área, o goleiro Pedro Henrique deu um tapa na bola que sobrou para Wesley Matos. De cabeça, o zagueiro vilanovense finalizou e a redonda explodiu na trave, na sobra Fagner não conseguiu bater, mas a pelota caiu nos pés de Moisés. Dentro da pequena área, o Profeta é cruel e dessa vez não foi diferente, com categoria o atacante só tocou para o fundo do gol.

Ao contrário do que tinha acontecido na primeira metade, a segunda etapa começou a todo vapor. A Aparecidense logo tratou de se lançar para o ataque a fim de correr atrás do prejuízo e conseguiu, na marca de dois minutos. O lateral-esquerdo Hélder recebeu boa bola pela ponta, com liberdade o atleta avançou e de longe soltou uma bomba. A pelota alçou voo e foi morrer no ângulo esquerdo do arqueiro Wendell. O primeiro sofrido pelo colorado no campeonato.

Se o Camaleão conseguiu com apenas dois minutos do segundo tempo empatar o duelo, o Tigre só precisou de mais dois para, mais uma vez, saltar na frente. E o tento foi de novo anotado depois de uma cobrança de escanteio. Hiroshi cruzou para dentro da área e a bola encontrou Wesley Matos sozinho, o zagueirão, que já tinha cabeceado uma na trave, dessa vez não perdoou. Mandou no canto direito de Pedro Henrique, que não teve tempo nem de reagir.

Logo após o gol marcado, o Vila pressionou em busca do terceiro. Serrato chutou firme e Pedro Henrique espalmou bonito mandando a bola para escanteio. Hiroshi também tentou uma finalização frontal, entretanto mandou para fora.

Depois disso, a Aparecidense conseguiu se impor no campo de ataque e até o final do jogo tentou deseperadamente buscar o gol de empate. Aos 21, Foguinho experimentou um chute de longe, mas Wendell defendeu muito bem. Na marca dos 32, Rafael Cruz fez um cruzamneto e Cadu completou de cabeça, a bola não entrou por pouco, passou raspando a trave esquerda. No último lance do jogo, o centroavante voltou a ter uma chance de cabeça, mas de novo desperdiçou. Sendo assim, o jogo terminou mesmo com a vitória do Vila por 2 a 1.

14