Home / Polícia

POLÍCIA

Cachorra é baleada em estacionamento de hospital

Testemunhas relataram aos policiais que um médico teria atirado contra o animal por ela estar latindo em frente a unidade de saúde

-Foto: Reprodução -Foto: Reprodução

Um médico está sendo investigado pela Polícia Civil (PCGO), suspeito de ter disparado contra uma cachorrinha que estava latindo em frente a um hospital. O incidente ocorreu na Vila Sul, em Aparecida de Goiânia, na última sexta-feira, 10.

Conforme relatado no boletim de ocorrência, um homem de 59 anos estava no Hospital Santa Mônica, acompanhando sua esposa internada, quando ouviu tiros e latidos. Ao sair do local, encontrou um cachorro ferido na barriga, perdendo muito sangue.

Ele imediatamente contatou a Polícia Militar (PMGO), que levou o cachorro para uma clínica veterinária nas proximidades.

Segundo relatos de moradores locais, um médico que trabalha na unidade teria sacado uma pistola e disparado contra a cadela. Posteriormente, ele entrou em seu veículo e deixou o local.

Os policiais solicitaram as imagens das câmeras de vigilância ao segurança da clínica, mas ele se recusou a fornecê-las, argumentando que pertenciam aos proprietários da clínica e só poderiam ser acessadas durante o horário comercial. Ele também afirmou não ter ouvido nenhum incidente.

O caso foi levado ao conhecimento do deputado estadual Delegado Eduardo Prado (PL), presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, que repassou a denúncia para a 2ª Delegacia Distrital de Polícia de Aparecida de Goiânia.

Em nota o Hospital Santa Mônica relatou que:

Na noite de ontem, colaboradores do Hospital Santa Mônica relataram a diretoria terem ouvido disparos de arma de fogo na área externa da instituição que teriam atingido um cão que circulava pelo local. Imediatamente, nossa empresa de segurança e a Polícia Militar foram acionadas para a adoção das medidas cabíveis. Lamentamos o ocorrido e estamos acompanhando o caso.

Leia também:

  

edição
do dia

Capa do dia

últimas
notícias

+ notícias