TV Câmara será controlada por um político ligado à Igreja Universal

Postado por Letícia Antoniosi em 13 de Março de 2015 às 23h56
Atualizado em 14 de Março de 2015 às 19h26

Na noite desta quinta-feira (12), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ignorou os apelos por parte dos líderes e conseguiu aprovar a criação de dois cargos administrativos que são ocupados por deputados indicados por ele, sendo que um irá comandar a área de comunicação da Casa.

jean wyllys

A TV Câmara que era controlada por servidores de carreiras, irá mudar segundo a ideia do peemedebista que é conferir um comando político especial e entregar o cargo ao PRB, ligado à Igreja Universal.

O projeto de resolução recebeu 226 votos favoráveis (dos partidos PMDD, PSDB, DEM, PRB, PV e partidos de aluguel), 43 contrários (PSOL, o PT, o PSB, o PPS e o PC do B) e 9 abstenções.

A mudança gerou um embate no plenário. Líderes do PT, PDT, PSB, Pros e PSOL pediram adiantamento da discussão mas Eduardo Cunha fez questão de seguir.

O deputado Jean Wyllys postou em sua página do Facebook sobre a situação alarmante que nos encontramos, nele ele declara: “A criação da ‘Secretaria de Comunicação Social’ – que é, na verdade, uma fachada para o aparelhamento, já que ficará sob a coordenação de um parlamentar, obviamente um aliado do atual presidente da Casa; e uma forma de Cunha pagar o apoio do baixo clero à sua eleição pra presidência”. No mesmo, o deputado do PSOL pede a população que se manifestem contra o sepultamento da autonomia do sistema de comunicação da Câmara através do telefone 0800-619-619 e do link e ele reafirma: “Aviso a vocês que a ação tem, sim, resultado. A ‘bolsa-madame’ ou ‘transpatroa’ – apelidos para o custeio das viagens de cônjuges de deputados e deputadas – só foi derrubado graças à intervenção da população por meio desses canais. Seja cidadão e cidadã. Reaja ao desmando desses que não lhe representam!”.

RELEMBRANDO “O Altar!”

Em fevereiro deste ano, a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) do Ceará divulgou em sua página nas redes sociais um vídeo preocupante. Nas imagens, jovens uniformizados adentram o templo em meio ao culto marchando em formação militar, e, ao ouvir o comando “atenção gladiadores!” de um superior, batem continência e ficam em silêncio. O que se vê no vídeo é a mais nova organização formada dentro da IURD, os “Gladiadores do Altar”, que segundo a própria igreja “visa formar jovens disciplinados e altamente preparados para enfrentar os desafios diários de ganhar almas e fazer discípulos”.

O vídeo polêmico, no entanto, não mostra uma singularidade da filial da IURD no Ceará, mas a expressão de uma nova política internacional da instituição. Vídeos similares podem ser vistos em igrejas da Universal na Colômbia e Argentina, por exemplo.

Jean Wyllys

Chocado, o Deputado Federal Jean Wyllys (PSol-RJ) postou o vídeo em sua página no Facebook criticou a organização como expressão do fundamentalismo religioso no Brasil, “articulado profundamente à lógica de mercado e promovido por estratégias publicitárias que interpelam as pessoas a partir de preconceitos históricos”.

“O fundamentalismo cristão no Brasil tem ameaçado as liberdades individuais, a diversidade sexual e as manifestações culturais laicas. Agora ele está formando uma milícia que, por enquanto, atende pelo nome de “Gladiadores do Altar”. Quando atentaremos de verdade para o monstro que emerge da lagoa? Quando começarem a executar os ‘infiéis’ e ateus e empurrar os homossexuais de torres altas como vem fazendo o fundamentalismo islâmico no Oriente Médio?”, afirmou.