Assembleia Legislativa aprova renegociação das dívidas públicas do Estado

Nelto diz que renegociação é de dívida de 1998 e que hoje soma em quase R$ 19 mi

Postado por Tatiane Barbosa em 14 de Julho de 2017 às 23h32
Atualizado em 15 de Julho de 2017 às 00h59

Nesta sexta-feira (14/7), a Assembleia Legislativa de Goiás aprovou em primeira votação três projetos de lei do Governo Estadual que determinam sobre renegociação de dívidas do Estado com a União, BNDES e com a Caixa Econômica. Durante a discussão na Casa, o deputado José Nelto (PMDB) afirmou que a renegociação está ocorrendo por que o Estado contraiu uma dívida, em 1998, de R$ 6 bilhões, que acumulou e em 2016 foi para quase R$ 19 milhões.

Nelto aproveitou a oportunidade e cobrou do Poder Executivo do Estado maior transparência na gestão do dinheiro arrecadado com a venda da Celg, pois, segundo o deputado, o Governo não tem mais justificativa para não pagar o servidor em dia.

Além disso, o parlamentar criticou também o programa Goiás na Frente do atual governo, afirmando que se trata de uma ação com finalidade midiática e que o programa de fato não existe. Ainda durante a discussão, Nelton foi rebatido pelo deputado Santana Gomes (PSL) que garantiu a legalidade do programa do Governo e que sua execução tem levado desenvolvimento para os municípios goianos.

Apesar do embate entre os parlamentares sobre a gestão do Governo Estadual, os projetos aprovados hoje seguiram para a Comissão Mista na Assembleia Legislativa e devem voltar para o plenário na próxima segunda-feira (17/7).