Justiça do Rio estabelece multa para aparições de filho de Crivella

Crivella praticou nepotismo ao nomear filho como secretário

Postado por Beto Silva em 15 de Julho de 2017 às 20h20

A Justiça do Rio de Janeiro fixou multa de R$ 5 mil para o prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella, e para seu filho, Marcelo Hodge Crivella, e de R$ 10 mil para o município, caso Hodge continue participando de eventos oficiais da prefeitura.

Crivella nomeou o filho para o cargo de secretário municipal da Casa Civil, assim que assumiu o cargo de prefeito, em 1º de janeiro deste ano.

A nomeação, no entanto, foi revertida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em fevereiro. O Tribunal considerou a nomeação um caso de nepotismo (nomeação ilegal de familiar).

Em maio, o Tribunal de Justiça do Rio proibiu ainda que o nome de Marcelo Hodge aparecesse em publicações da prefeitura, que ele usasse equipamentos públicos e que aparecesse em eventos da prefeitura.

A nova decisão da juíza Luciana Losada, da 14ª Vara de Fazenda Pública estabeleceu a multa depois de Marcelo Hodge descerrar uma placa de inauguração do Instituto de Veterinária Jorge Vaitsman, representando o pai.

Por meio de nota, a prefeitura do Rio informou que não houve descumprimento de decisão judicial, e que respeita e cumpre as determinações da Justiça.