Enviado em 28/05/2013 às 08h51, última atualização: 28/05/2013 às 11h08.

Ladrões ateiam fogo em dentista em São José dos Campos

agencia
Breno Pires

O dentista Alexandre Peçanha Gaddy, de 41 anos, teve seu corpo queimado durante um assalto em seu consultório, em São José dos Campos, no interior de São Paulo, na noite dessa segunda-feira, 27. Ele foi socorrido pela polícia ainda com o corpo em chamas e foi levado ao Pronto-Socorro da Vila Industrial, onde se encontra em estado grave.

O crime foi cometido um mês e dois dias após a também dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza ter morrido queimada por ladrões dentro de seu consultório, em São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista.

De acordo com a Polícia Civil, Gaddy foi resgatado consciente e informou que sofreu tentativa de roubo de dois homens encapuzados, que atearam fogo em seu corpo. Ele teve 60% do corpo queimado, segundo a polícia. Um cunhado da vítima disse à TV Vanguarda, afiliada à TV Globo, que nada foi levado.

Imagem do consultório do dentista

Uma testemunha ajudou a salvar Alexandre. Mauro Lopes Duarte fez o alerta, a tempo de ser feito o resgate. Ele estava passando perto do consultório, na Rua dos Periquitos, 923, na Vila Tatetuba, dentro da Vila Industrial de São José dos Campos.

Segundo uma funcionária do Pronto Socorro da Vila Industrial, Alexandre Peçanha Gaddy passou por uma cirurgia na madrugada e está na UTI em estado grave. A vítima se formou em odontologia na Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP).

Há ao menos uma câmera de segurança na frente do consultório. Ainda não se sabe se imagens foram registradas. O crime foi registrado no 1º DP de São José dos Campos, mas a investigação será feita pelo 5º DP.

A irmã de Alexandre, Mariane Peçanha Gaddy, informou que ele se encontra em estado gravíssimo. Ela afirmou que a família espera um boletim médico atualizado às 11h, para então falar com a imprensa.