Fake news: deputados da oposição inventam festa de Caiado com recursos públicos

diario da manha

Três fatos.

Um: a oposição na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) é mais do que necessária. É fundamental.  Ela precisa se organizar e ser propositiva. Daí que a melhor oposição não costuma ser aquela que saiu do poder, mas aquela que almeja entrar. É assim em qualquer lugar do mundo.

A oposição que deseja entrar é séria e se preocupa com sua imagem. A outra é vingativa e sórdida, pois tem ódio de quem a tirou do poder.

Dois: a oposição na Alego tem baixado muito o nível, principalmente com ataques pessoais e apelativos. Parece que se encaixa, pelo momento histórico, ao grupo da sordidez.

A última intervenção desse grupo: a “denúncia” de que o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), teria gasto recursos públicos em seu aniversário, comemorado na quarta-feira, 25.

É mentira.

É preciso abrir um parênteses:  a festa, ao que foi apurado pela imprensa, inclusive este veículo de comunicação, foi organizada pelos servidores, com seus recursos. Sim, inclusive os 80 balões questionados por deputados depostos do poder.

Três: a produção de fake news, de informações falsas, incompletas e distorções têm sido as armas da oposição que acabou de sair do poder em Goiás. Como permaneceram 20 anos no poder, se acostumaram mal. É preciso aceitar a vontade da população. O governador eleito tem direito de se manifestar, de celebrar sua idade e de receber suas visitas. Ele “vive” no palácio.  Insistir na mentira é temerário. Correm, o risco de perderem o  pouco que resta: a reputação.

A imagem que o leitor vê na imagem desta página é simples felicidade de um senhor de 70 anos com amigos, filhos e servidores.  E 80 balões pagos através de vaquinha.

 

Welliton Carlos é autor deste blog, jornalista, advogado, mestre e doutor em direito e sociologia pela UFG

Comentários