diario da manha

O vereador Antonio Lopes Junior, conhecido como Professor Júnior, de Goianira, teve seu mandato cassado pela Justiça Eleitoral de Goiás.

O detalhe é que Professor Júnior é forte candidato ao pleito municipal, em 2020.  Sua retirada antecipada da disputa soa desproporcional.

Em sua defesa, diz que seus advogados perderem o prazo para recorrer e apresentar provas.

Professor Junior foi acusado de receber remuneração como diretor da Escola Municipal José Luiz Bittencourt, no Triunfo II, durante os meses de janeiro, fevereiro e março em 2013, época em que exercia as funções de vereador e professor da cidade. “Sou inocente e garanto que nunca recebi um centavo como diretor daquela escola”, afirma Antônio Lopes.

Para o vereador, todo o transtorno se deve a um deslize processual. “Os advogados ficaram incumbidos de fazer defesas dentro do prazo da Justiça. Infelizmente eles não realizaram. Assim o juiz decidiu de forma que não pude apresentar provas de que não ocorreu ilegalidade”, diz.

Afastado do cargo, professor Júnior contratou outros defensores na tentativa de reverter a decisão. “Vamos continuar firmes, pois tenho certeza que sou inocente e não vou parar de lutar por uma Goianira melhor.O povo sabe disso”.

O suplente Dario Alves de Oliveira (Da Roça) deve ser empossado ainda esta semana na Câmara Municipal de Goianira.

Comentários