Brasil

Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola do RS

O suspeito do crime é um adolescente e não é aluno da instituição, segundo a Secretaria Estadual de Educação

diario da manha

Um ataque ocorrido nesta quarta-feira (21/8) deixou uma professora e seis alunos feridos, no Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand, em Charqueadas, na região metropolitana de Porto Alegre. A Secretaria Estadual de Educação de Porto Alegre informou que o suspeito é um adolescente.

Segundo a Brigada Militar do Estado (BM), o rapaz está foragido. Já as vítimas, não estão correndo perigo de vida, tiveram apenas ferimentos leves e foram encaminhadas para o Hospital de Charqueadas. A BM e o Corpo de Bombeiros foram até o local após o ataque.

Os alunos feridos no ataque são: duas meninas de 12 anos, uma menina de 13 anos, dois meninos e uma menina de 14 anos. O suspeito do crime não é aluno da instituição, informação fornecida pela diretoria da escola para a Secretaria Estadual de Educação.

De acordo com o delegado Marco Aurélio Schalmes, da Polícia Civil de Charqueadas, o suspeito entrou pelos fundos da instituição e foi diretamente para uma das salas de aula. Lá, ele lançou o coquetel molotov, que não chegou a ferir ninguém, e em seguida passou a golpear os alunos com uma machadinha.

Autoridades estaduais já estão cientes do ocorrido e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), informou à imprensa que encaminhou até o local do ataque o vice, Ranolfo Vieira Júnior. E representantes da Secretaria também estão a caminho da escola.

Relembre o ataque em escola de Suzano

O ataque na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, região metropolitana de São Paulo, no dia 13 de março desse ano causou comoção em todo o Brasil.

O crime deixou dez mortos, dos quais duas eram funcionárias da escola, seis alunos e os criminosos, que se mataram depois do ataque. Ao total, houveram mais 19 feridos no ataque que foram encaminhados na época, à hospitais de toda região à volta do colégio.

A justiça concluiu que teve três rapazes envolvidos na participação do ataque à Escola Raul Brasil. Os dois jovens que se suicidaram após o crime e um terceiro elemento que participou do planejamento das mortes.

*Com informações do G1

Comentários