Brasil

Bombeiros encerram buscas no Hospital Badim no RJ

103 pacientes estavam internados quando o incêndio começou

diario da manha
Foto: CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Na manhã de hoje, 13, a direção do Hospital Badim, no Maracanã, Zona Norte do Rio de Janeiro, que foi parcialmente destruído em um incêndio na noite de ontem, 12, afirmou que os bombeiros encerram a busca pelos corpos no fim da madrugada de hoje.

Segundo a unidade, foram retirados 11 corpos, todos de pacientes do hospital. Até as 7h50, duas vítimas foram identificadas: Irene Freitas de Brito, de 84 anos e Luzia dos Santos Melo, de 88. O fogo começou por volta das 18h30, em um dos prédios mais antigos do hospital e a suspeita é que as chamas começaram após um curto-circuito em um gerador.

No momento do incêndio 103 pessoas estavam internadas na unidade, 90 delas foram transferidas. Quando as chamas começaram, 224 funcionários trabalhavam no hospital. De acordo com a direção, nenhum deles morreu. A unidade foi esvaziada e os pacientes levados paras as ruas próximas ao hospital, onde eles ficaram sobre macas.

Os bombeiros começaram as buscas por volta das 21h45, cerca de uma hora após o fogo ter sido considerado debelado, e seguiu pela madrugada. Os corpos foram retirados em sacos e levados ao Instituto Médico-Legal (IML).

O fogo começou por volta das 18h30 em um dos dois prédios do complexo – o mais antigo, aberto em 2000. De acordo com a direção do hospital, a principal suspeita é de um curto-circuito no gerador do prédio 1, espalhando fumaça para todos os andares do prédio antigo.

Ainda segundo a direção, os pacientes do Centro de Tratamento Intensivo 1 (CTI) foram retirados e receberam os primeiros atendimentos na Rua Arthur Menezes por volta das 19h30. Os pacientes do CTI 2, que tem 20 leitos, também foram retirados.

Pacientes e funcionários começaram a sair do hospital assim que o incêndio começou. Uma mulher tentou fugir pela janela com uma corda de lençóis e caiu do 3º andar.

Segundo os bombeiros, cerca de 90 dos 103 pacientes internados foram transferidos para as seguintes unidades de saúde:

  • Anexo do Badim, que não foi atingido no incêndio;
  • Hospital Universitário Gaffrée e Guinle;
  • Hospital Israelita Albert Sabin;
  • Hospital Municipal Souza Aguiar,
  • Hospital Copa D’Or;
  • Hospital Quinta D’Or;
  • Hospital Norte D’Or;
  • Hospital Caxias D’Or;
  • Hospital São Vicente de Paula.

A direção do hospital abriu os canais [email protected] e 971013961 (com acesso ao WhatsApp) para atender parentes de vítimas.

Comentários