Brasil

Destinos clássicos para um mochilão na América do Sul

diario da manha

Jogar a mochila nas costas e se perder pela América do Sul, sem rumo ou data para voltar. O cinema e a literatura estão recheados de narrativas de mochileiros que se embrenharam pela porção sul das Américas, seja em buscas existenciais, seja em imersões na natureza.

A parte boa é que essas aventuras não estão restritas às páginas dos livros ou às telonas. Com boa infraestrutura e bem atendida por voos o ano todo, a América do Sul é um dos destinos mais clássicos de mochilão do mundo.

Inspiração também não pode faltar. Nesse quesito, a lista abaixo é um bom ponto de partida.

Argentina

O país de Carlos Gardel e Maradona vai muito além de tango e futebol. A Patagônia, no sul, é dos lugares mais exuberantes do planeta, com paisagens nevadas pontilhadas por lagos, vulcões e geleiras. Em El Calafate, extremo sul, está o famoso glaciar Perito Moreno. Para esquiar e comer muito chocolate, Bariloche é um prato cheio. Aliás, o destino de neve mais clássico da América do Sul está circundado por vilarejos que parecem saídos dos contos de fada, como Villa la Angostura, El Bolsón e San Martín de los Andes.

Para os apreciadores de um bom vinho, tem Mendoza. Os montanhistas vão querer subir até a região de Jujuy e Salta. São muitos os pontos de interesse na aridez do norte, como o unânime Cierro de los Siete Colores, uma montanha única que parece um arco-íris rochoso em degradê.

Agora, para quem é apaixonado por futebol ou não dispensa o clássico tango argentino, Buenos Aires é o destino, sí, señor! Uma volta pela central Calle Florida já permite ver bailarinos profissionais esbanjando movimentos sincronizados. Nos gramados, o estádio La Bombonera é um ícone. O melhor é que tudo isso pode ser conferido sem gastar muito. Há passagens para a Argentina com bons preços o ano todo.

Quem vai passar pela capital portenha pode ficar por dentro de tudo, além de conhecer roteiros imperdíveis neste link.

Chile

Espremido entre a Cordilheira dos Andes e as águas frias do Pacífico, o Chile tem uma diversidade enorme de paisagens, que vai da Patagônia no extremo sul às planícies áridas do norte. É onde fica o Atacama, que é simplesmente o deserto mais seco do mundo.

Longe de ser inóspita, a região é perfeita para observar estrelas, sem falar na profusão de lagoas, termas, vulcões e até gêiseres. No sul, o destaque fica por conta do parque Torres del Paine, com fama de ter trilhas entre as mais fotogênicas do mundo.

É Melhor evitar comprar passagens aéreas para o Chile no inverno, quando as temperaturas negativas dificultam os passeios ao ar livre. Para quem gosta de mar, seja pela vista, pelos frutos ou pelos barcos, Valparaíso e a vizinha Vinã del Mar são encantadoras. Sem falar que têm vida cultural pulsante.

Peru

Talvez a rota mais clássica de mochilão da América do Sul, a trilha inca, que vai de Cusco a Machu Picchu, é realmente imperdível. Para quem não quer ou não pode caminhar por dias a fio, tem sempre a possibilidade de pegar um trem dos mais modernos. A quase vizinha Arequipa também é belíssima, com uma preciosa arquitetura colonial.

Experiência realmente única o turista terá perto da fronteira com a Bolívia, em Puno. Nas chamadas ilhas flutuantes, povos autóctones vivem há séculos, preservando idiomas, roupas e barcos típicos, que lembram embarcações vikings, mas feitos de totora (planta) seca.

Já os mochileiros que não dispensam belas trilhas vão se apaixonar perdidamente pela região de Huaraz, com seus picos nevados e lagoas de águas turquesas. Só vendo para entender.

Bolívia

Outro destino que não pode ficar de fora dos mochilões clássicos é este formidável país andino. Para começar, o Salar de Uyuni, simplesmente o maior deserto de sal do mundo. Para melhorar, o lugar é circundado por lagoas surreais, ora verde água, ora cor de rosa.

Ainda no sul da Bolívia está a histórica Potosí, símbolo da extração de ouro e prata no período colonial. Na borda das águas plácidas do lago Titicaca, está a tranquila Copacaba. Muito bem equipada com opções econômicas de hospedagem e alimentação, é base para os passeios pela Ilha do Sol, um lugar absolutamente mágico, para dizer o mínimo. 

Colômbia

Terra do Nobel de Literatura Gabriel García Márquez, a Colômbia é um destino que convida a apreciar um pôr do sol em chamas nas águas transparentes do Caribe. Colorida e amuralhada, Cartagena das Índias é o destino por excelência para mochileiros em romance – ou em lua de mel. Ainda no Caribe, Santa Marta é dona de praias paradisíacas, enquanto o Parque Tayrona atrai amantes da natureza de todo o mundo.

Para quem gosta de esportes radicais, como rafting, San Gil, na província de Santander, é imperdível. A capital, Bogotá, tem um dos centros históricos mais coloridos e movimentados das Américas: a Candelária atrai uma profusão de artistas e mochileiros. O Museu do Ouro e o Cerro de Monserrate são paradas obrigatórias.

Só é preciso planejar a viagem com um pouquinho de antecedência, para não perder os descontos em passagens aéreas. Para economizar ao máximo, o viajante deve estar sempre atento aos preços e promoções. Uma boa dica é, antes de comprar, checar valores no site da MaxMilhas, no qual encontram-se bons preços o ano todo. Para conferir, clique aqui

tags:

Comentários