Brasil

Bolsonaro chama Lula de "canalha momentaneamente livre"

Em sua fala no Twitter Bolsonaro comenta: “Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”

diario da manha
Foto: Reprodução

Neste sábado (9/11), o presidente Jair Bolsonaro (PSL), usou sua conta no Twitter para criticar a soltura de políticos. Sem citar Lula, ele escreveu: “Canalha, que momentaneamente está livre”.

Algumas horas após a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Bolsonaro comentou sobre a libertação do petista depois da mudança de entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre prisão de réus após condenação em 2ª instância.

O ex-presidente Lula deixou a sede da Polícia Federal em Curitiba no fim da tarde da última sexta-feira (8/11), após quase 600 dias de prisão. Ao sair Lula criticou a Justiça, a Lava Jato e o presidente Jair Bolsonaro.

O atual presidente reagiu: “Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros”. Em seu post ele continua: “Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos”.

Bolsonaro usa a frase “canalha momentaneamente livre” em duas publicações

Em sua fala no Twitter Bolsonaro continua: “Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”. Em outra publicação ele afirma: “Iniciamos a poucos meses a nova fase de recuperação do Brasil e não é um processo rápido, mas avançamos com fatos”. E repetiu a mesma frase: “Não dê munição ao canalha”.

Reprodução/Twitter

No momento da soltura de Lula na última sexta-feira, Bolsonaro participava de um evento em Goiânia (GO). Ao ser questionado ele afirmou que é responsável por aquilo que acontece no Poder Executivo. “Eu não vou entrar numa canoa furada”, resumiu.

Lula cumpria pena de oito anos e 10 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso que ficou conhecido como Triplex do Guarujá. Após a decisão do juiz Danilo Pereira Júnior, titular da 12ª Vara Federal de Curitiba, ele deixou a cadeia.

Com informações do Metrópoles


Comentários