Brasil

Com veneno de matar barata em máscara de proteção, homem tenta matar a ex

Para evitar a prisão em flagrante, o suspeito afirmou aos policiais que foi infectado com o novo coronavírus

diario da manha
Foto: Reprodução

Na madrugada desta terça-feira (23) um homem de 55 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) em Presidente Prudente, interior de São Paulo, após encharcar as máscaras de proteção da ex-mulher com veneno para matar barata e outros insetos.

O caso foi registrado pela vítima junto a PM, que esteve na casa da mulher, que informou que teve a residência invadida pelo ex, que ameaçou agredí-la e ainda danificou o imóvel. Conforme as informações divulgadas, vítima já tinha uma medida protetiva contra o suspeitos devido a agressões e outras ameaças.

A ex-mulher do suspeito, de 44 anos, indicou aos policiais duas máscaras que estavam em uma pia, e do lado tinha uma lata de inseticida. A vítima acusou o ex-companheiro de usar o veneno para mergulhar as máscaras, que ela iria usar no outro dia pela manhã ao sair de casa. Durante os levantamento iniciais, os policiais que participaram da ocorrência identificaram sinais dos pesticidas nas máscaras, e recolheram o material para perícia.

Suspeito de mergulhar máscaras da ex em veneno de matar barata alegou estar infectado com coronavírus para fugir da prisão

Durante a ação, os policiais conseguiram encontrar o indivíduo em um carro parado a poucos metros da casa da vítima. Em uma primeira entrevista feita pela equipe policial, o homem negou as acusações e afirmou que estava infectado pelo coronavírus.

Após alegar que estava infectado pelo novo coronavírus, o homem foi levado a uma unidade de pronto-atendimento, onde foi submetido aos exames, os quais não detectaram sintomas da doença e nem a presença do vírus no organismo do rapaz.

Depois de ser submetido aos exames médicos, a equipe policial encaminhou o suspeito para o plantão da Polícia Civil (PC), e com um advogado para o defender, o homem se manteve calado. O suspeito por sua vez foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e por descumprimento da medida protetiva, foi levado para o presídio da cidade.

*Com informações do Uol

Comentários