Brasil

PF investiga fraude bilionária com Seguro Defeso em 12 estados

Não há mandado de prisão expedido, mas, após a operação, as investigações ainda devem continuar, de acordo com a PF

diario da manha
Foto: Reprodução

A Operação Tarrafa foi deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira, 17, para investigar uma organização criminosa responsável por fraudes milionárias no Seguro Desemprego do Pescador Artesanal (SDPA), também conhecido como Seguro Defeso.

De acordo com a PF, são 180 mandados de busca e apreensão a serem cumpridos no Pará e outros 11 estados: Maranhão, São Paulo, Ceará, Bahia, Pernambuco, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Tocantins e Piauí. Entre os materiais apreendidos está uma maleta cheia de documentos. A associação teria desviado aproximadamente R$1,520 bilhão em pagamentos de benefícios a solicitantes de 1.340 cidades, segundo a PF.

No total, 42 servidores públicos são alvo da operação, que mobiliza 600 agentes federais. Não há mandado de prisão expedido, mas, após a operação, as investigações ainda devem continuar, de acordo com a PF. As medidas de busca e apreensão miram 36 servidores do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) e outros seis servidores da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), lotados no Pará.

Além das buscas, os servidores estão sendo afastados por decisão judicial. A Secretaria ainda não se posi9cionou sobre o caso.

Segundo informações do G1

Leia Também:

Comentários