Cidades

Cartão Azul Digital: SMT apresenta um novo modelo de estacionamento rotativo pago

A estimativa do secretário da SMT é que dentro de um ano a primeira etapa do modelo esteja implementada.

diario da manha
Foto/Reprodução

Visando melhorar a quantidade de vagas para Área Azul, a Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) de Goiânia, apresentou na última terça-feira (2/07) para representantes de segmentos da sociedade a proposta do Cartão Azul Digital, um novo modelo de estacionamento rotativo pago na capital, em substituição ao atual formato da Área Azul, existente nos setores Central e Campinas.

Operada por meio de aplicativos de smartphone, o programa tem como objetivo garantir a rotatividade das vagas, modernizar o sistema, proporcionar melhor fiscalização e auxiliar a manutenção do comércio. Atualmente, existem 3,6 mil vagas, sendo no Setor Central 1,7 mil e 1,9 no Setor Campinas, todos controlados pelo sistema de cartões impressos, com a implantação do aplicativo, o número de vagas será ampliado.

No começo, a disposição de vagas irá aumentar para 11 mil na região, considerada de comércio intenso. Depois, em fases seguintes, o número deve chegar a 30 mil. Segundo a SMT, o projeto do Cartão Azul Digital deve seguir para as demais etapas e em até seis meses deve entrar em fase licitatória para a concessão da gestão do monitoramento e da exploração de vagas da Área Azul, bem como sua administração, implantação, operação e monitoramento. A pasta informou ainda que o controle das operações deve ser realizado pelo aplicativo Soluções de Estacionamento Digital (SED).

A estimativa do secretário Fernando Santana (SMT) é que dentro de um ano a primeira etapa do modelo esteja implementada. Segundo ele, o aplicativo trará mais segurança e garantia para a população, uma vez que o cidadão terá uma garantia de que se ele for até uma região de comércio intenso ele conseguirá encontrar uma vaga para estacionar. Santana ressaltou ainda que esse sistema já existe no País e é usado parcialmente.

Funcionalidade do aplicativo Cartão Azul Digital

Segundo a SMT, o projeto prevê o aplicativo SED seja compativel com os sistemas IOS e Android. O usuário poderá fazer download e cadastrar o veículo (uma ou mais placas). A pasta destaca ainda que pessoas que não tiverem o aplicativo, podem comprar o crédito para estacionar com monitores que fazem a fiscalização por área, em terminais de venda que serão instalados ou em pontos de venda no comércio local.

Ao obter o cartão azul digital será necessário selecionar a vaga e associar à placa do carro, escolhendo o tempo de estacionamento (uma ou duas horas) com confirmação via SMS. Quando o tempo estiver prestes a acabar, será enviado uma notificação, possibilitando ao usuário a renovação ou a remoção do veículo do local onde foi estacionado. Hoje, o valor na área azul em Goiânia varia entre R$ 1,50 na primeira hora e R$ 2,50 na segunda, sem reajuste desde 2014. A arrecadação é destinada à melhoria do transporte coletivo e do trânsito na capital.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO