Cidades

Dia D de Doação de Sangue - Campanha Sesi e Senai, Doe Sangue, Doe Vida

diario da manha

A Federação das Indústrias, por meio do Sesi e Senai, atendendo a um pedido do Hemocentro, promove nesta sexta-feira, dia 19, no estacionamento do Sesi Clube Ferreira Pacheco, o Dia D de doação de sangue. A iniciativa faz parte da Campanha permanente Sesi e Senai, Doe Sangue, Doe Vida. Desta vez, como incentivo, cada doador vai ganhar 01 par de cortesias do Sesi

No mês de Julho, por conta das férias escolares, o número de doadores diminui substancialmente enquanto a demanda tende a aumentar em virtude de acidentes de trânsito e acidentes domésticos, principalmente se tratando dos tipos mais raros de sangue, como os fatores RH negativos.

Em menos de dois meses, a Campanha Sesi e Senai Doe Sangue, Doe Vida bateu a meta estipulada para o primeiro semestre, com a coleta de mais de 500 bolsas. Lançada no dia 3 de maio, em parceria com o Hemocentro, a ação já percorreu unidades das instituições da indústria em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Anápolis. O projeto tinha como meta a captação de 1000 bolsas de sangue até o final do ano, mas na última semana, o presidente da Fieg, Sandro Mabel, dobrou esta meta, e pretende captar 2 mil bolsas de sangue.

Realidade

Dados do Ministério da Saúde apontam que 2% da população doa sangue regularmente em Goiás. Em 2018, foram registradas 22.247 coletas em todo o Estado. No dia 25 de abril, o estoque do banco do Hemocentro registrava estado crítico em cinco tipos sanguíneos e contava com apenas três bolsas de AB –

Condições básicas para doar sangue

• Estar em boas condições de saúde;
• Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, precisam de autorização);
• Pesar no mínimo 50 kg;
• Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
• Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);
• Apresentar documento com foto emitido por órgão oficial;

Quem não pode doar sangue?

• Pessoas com Malária ou Sífilis;
• Pessoas que tiveram Hepatite ou Doença de Chagas;
• Usuários de drogas que compartilham seringas injetáveis;
• Homens e mulheres com múltiplos (as) parceiros (as) e que mantenham relações sexuais sem o uso de preservativo (camisinha);
• Parceiros sexuais de pessoas infectadas pelo HIV ou enfermos soropositivos;
• Pessoas com histórias prévias, recentes de doenças sexualmente transmissíveis;
• Mulheres grávidas.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO