Cidades

Recém-nascida morre após o parto em hospital de Goiânia

Diretor da unidade nega que houve negligência no atendimento da gestante.

diario da manha
Foto: Reprodução

Uma recém-nascida morreu logo após o parto na tarde da última segunda-feira (29/7) na Maternidade Nascer Cidadão, em Goiânia, o caso foi registrado pelos pais da menina que criticaram o atendimento fornecido pela unidade e denunciaram que houve negligência no nascimento da filha e a mãe da criança segue internada.

O pai da criança Reginaldo Junio Soares de Assis, de 21 anos, afirmou a um jornal local, que esteve durante a madrugada na maternidade, após a esposa Daniele Santos da Silva, de 20, que estava no último mês de gestação sentir dores na barriga.

Os pais relataram que na Maternidade eles foram atendidos por um médico, que informou que os batimentos cardíacos da criança estavam normais e medicaram a gestante. Após aplicar a medicação para dor, a paciente foi liberada para voltar para casa, pois ainda não estava em trabalho de parto.

Foto: Reprodução

Entretanto a família retornou a unidade por volta do meio dia, pois o quadro da gestante piorou, devido a um sangramento. De acordo com a publicação, após voltar para unidade de saúde, a gestante foi submetida a um procedimento cirúrgico, mas a criança infelizmente não resistiu e morreu após o nascimento.

Após o ser submetida a cesariana de emergência, Daniele foi transferida para o Hospital Materno Infantil de Goiânia (HMI), onde segue internada.

Diretor da maternidade nega que houve negligência e diz que recém-nascida morreu após mãe ter um descolamento da placenta

O DM Online entrou em contato com o diretor técnico da maternidade, doutor Rogério Cândido que por telefone afirmou que não houve negligência por parte da unidade de saúde e que a jovem chegou à Maternidade com um decolamento da placenta.

De acordo com o diretor da unidade, a jovem chegou durante a madrugada e foi atendida normalmente, passou pelo processo de classificação de risco, e medicada. “Nós medicamos a jovem que chegou com dores na unidade, e liberamos ela para voltar para casa, com a orientação de que caso as dores continuassem ou houvesse um sangramento ela retornasse para o hospital”, conta o médico.

Conforme Rogério Cândido a gestante voltou para sua residência, com os medicamentos e a orientação, mas retornou a maternidade, após ter um sangramento por cerca de duas horas. “Ela voltou para unidade após esse sangramento e nós as pressas encaminhamos ela para sala de cirurgia, pois houve um descolamento da placenta, mas infelizmente a criança não sobreviveu”, explica o diretor técnico da unidade.

O médico afirmou que a equipe conseguiu salvar a mãe da criança, pois há casos que tanto a recém-nascida como a gestante vem a óbito. Após o procedimento na maternidade, a jovem foi encaminhada para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HMI.

*Com informações do G1

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO