Cidades

Corpo de homem desaparecido há 15 dias é encontrado dentro de cisterna, em Cristalina

Fernanda que mostrou um áudio no telefone, em que Elenita afirma ter sonhado que o corpo do marido estava na cisterna de uma fazenda vizinha

diario da manha
Foto: Reprodução

O corpo de um homem que estava desaparecido há 15 dias, foi encontrado dentro de cisterna no fundo de uma fazenda de Cristalina, no Entorno do Distrito Federal, na última segunda-feira (19/8), onde residia e trabalhava.

A vítima foi identificada como José Roberto Pereira de Oliveira, que teria desaparecido segundo sua esposa, Elenita Santiago e Sousa, no último dia 4 de agosto deste ano e não retornou para residência do casal.

Desde então equipes da Polícia Civil do Estado de Goiás e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (PCGO E CBMGO) intensificaram as buscas para encontrar José. Conforme levantado pela equipe policial Elenita compareceu a delegacia para comunicar o desaparecimento do marido.

Durante seu depoimento a esposa de José afirmou que o companheiro estava em uma fazenda vizinha, acompanhado de um rapaz de nome “tony”. Entretanto segundo Elenita, seu marido retornou a residência e saiu mais tarde em um carro preto com outras duas pessoas conhecidas como “Ricardo” e “nenem capeta” por volta das 18h, porém José não retornou para a residência do casal.

No dia do desaparecimento do marido, Elenita não soube precisar qual o modelo e marca do veículo que José entrou com os rapazes, apenas disse que o carro era de cor preta. De acordo com a polícia, no dia do registro do desaparecimento, não foi possível comunicar o caso, uma vez que a esposa da vítima não tinha uma foto de José que é exigida pelo sistema para fazer a divulgação do desaparecimento.

Mulher da vítima contou que teve um sonho de que o corpo marido estaria dentro de uma cisterna na fazenda vizinha

Durante as buscas nos dias 12 e 16 do mês corrente, as equipes policiais estiveram na fazenda onde José morava e trabalhava com esposa, onde encontraram uma mancha vermelha na parede da entrada da residência, aparentemente sangue, e ouviram todos os envolvidos no desaparecimento da vítima.

Entre as pessoas que prestaram depoimento está a patroa do casal identificada apenas pelo primeiro nome Fernanda que mostrou um áudio no telefone, em que Elenita afirma ter sonhado que o corpo do marido estava na cisterna de uma fazenda vizinha.

Após ouvir o áudio em que Elenita relata que o corpo do marido estava na cisterna de uma fazenda vizinha, as equipes da PM, PC e CBMGO, se deslocaram até o local. Na propriedade rural, os policiais se aproximaram da cisterna e abriram a tampa onde o corpo de José foi encontrado.

Conforme a equipe que esteve no local, foi possível perceber que no caminho para a cisterna havia esterco, terra e algo parecido com cascalho, que foram utilizados para disfarçar o odor do corpo e folhas de papelão para evitar que o corpo da vítima fosse encontrado.

Um suspeito do crime identificado como Antônio André da Silva foi procurado pelos policiais, mas não estava na propriedade no momento. Elenita por sua vez foi presa em flagrante por homicídio e por ocultação de cadáver e encaminhada para delegacia. O Instituto Médico Legal (IML) esteve no local e fez a remoção do corpo de José.

Conforme divulgado pela polícia, um agente da equipe ficou na propriedade rural e por volta das 20h15, Antônio André da Silva, voltou para a fazenda e recebeu voz de prisão pelo crime de homicídio e ocultação de cadáver.

De acordo com a polícia Antônio confessou que matou José Roberto e contou os detalhes do crime. Conforme depoimento do suspeito, a vítima o teria sufocado, momento que a esposa de José pegou um martelo e golpeou o cônjuge na cabeça. Antônio contou que após ser golpeado pela esposa, José caiu no chão, e o autor por sua vez pegou o martelo e desferiu outros golpes na vítima, que morreu no local.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO