Cidades

Empresários são presos por sonegar R$ 50 milhões em impostos

Com o saldo devedor, eles montavam outras empresas em nome de "laranjas" e, assim, o grupo conseguia blindar o patrimônio

diario da manha
Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), cumpre na manhã desta quarta-feira (25/9), mandados de busca e apreensão contra empresários do ramo de peças automotivas, que abriam empresas de fachada para sonegar impostos. De acordo com as investigações, o grupo usava documentos falsos para burlar a fiscalização.

As buscas são feitas em casas e empresas sediadas em Brasília (DF) e em endereços de Goiânia. A força-tarefa é coordenada pela Divisão de Repressão aos Crimes Contra a Ordem Tributária (Dicot), com apoio da Secretaria de Economia do DF.

Segundo os investigadores, os empresários não pagavam impostos e acumulavam dívidas tributárias. As buscas foram autorizadas pela 1ª Vara Criminal de Brasília.

Grupo montava empresas em nome de “laranjas” para sonegar impostos

Com o saldo devedor, eles montavam outras empresas em nome de “laranjas”, pessoas que fornecem o nome e dados pessoais para que outras pessoas registrem bens, podendo assim fugir da fiscalização e sonegar impostos e, assim, o grupo conseguia blindar o patrimônio.

De acordo com a PCDF, quando eram descobertos, os empresários montavam outras empresas, assim, o governo não conseguia cobrar dos laranjas, que não tinham capacidade de pagamento. Segundo a investigação, os empresários sonegaram cerca de R$ 50 milhões em valores atualizados, desde 2013.

A investigação afirma que o esquema causou prejuízo para outras empresas e o grupo acumula 116 ações na Justiça. A operação nomeada de Crassus, investiga crimes fiscais, de lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Com informações do G1

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO