Cidades

Goiás continua registrando queda em crimes violentos em 2019

diario da manha
O governador Ronaldo Caiado, o ministro Sérgio Moro e o prefeito Íris Rezende escutam Roney Miranda falando sobre redução de crimes violentos

Forças policiais também avançaram na apreensão de drogas e armas de fogo, além da desarticulação de associações criminosas

“É emocionante ver que a população já reconhece a sensação de mais segurança nas ruas dos municípios goianos”, afirmou o governador Ronaldo Caiado nesta segunda-feira (23/09), durante balanço apresentado pelo secretário de Segurança Pública Rodney Miranda dos indicadores de janeiro e agosto de 2019. Na comparação com igual período do ano passado, Goiás continua registrando queda nos crimes violentos. Destaque para a redução de 18,20% nos homicídios e de 32,47% nos latrocínios. Crimes violentos letais intencionais, por sua vez, regrediram 18,61%. O ministro da Justiça Sérgio Moro esteve presente na apresentação.

Roubos de veículos caíram 57,70%. Também apresentaram queda roubos a transeuntes (-65,16%), roubos de cargas (-57,24%) e crimes violentos contra o patrimônio (-34,54%). “Ao assumirmos o governo, encontramos uma situação onde as pessoas tinham medo de transitar nas ruas por medo de serem vítimas da violência. Essa realidade tem mudado porque segurança pública é prioridade na nossa gestão. Temos garantido total liberdade para que as forças policiais continuem o combate efetivo à criminalidade. O único limite é a lei”, destacou Ronaldo Caiado.

O chamado “Novo Cangaço” continua extinto das ocorrências registradas em 2019, no Estado. Vale destacar, ainda, que não foram registrados roubos contra instituições financeiras nos últimos quatro meses. “Em Goiás, os bandidos não crescem: mudam de profissão ou mudam do Estado. Esta será nossa postura até o último dia de governo”, garantiu o governador.

O Secretário Rodney Miranda em entrevista: Menos 30% de homicídios e quase 80% de redução em latrocínios

De janeiro a agosto, 143 quadrilhas foram desarticuladas no Estado. As ações das forças de segurança resultaram na apreensão de mais de 47 toneladas de drogas e de quase 4,3 mil armas de fogo. O número de mandados de prisão cumpridos cresceu 34,80%. “Nossas forças policiais têm atuado de forma conjunta e isso tem impedido que ocorrências criminais sejam registradas. A integração é um dos pilares desta gestão, juntamente com inteligência e integridade. Estes três eixos garantem resultados cada vez melhores na repressão ao crime”, ressaltou o secretário Rodney Miranda.

Na capital
Nos primeiros oito meses deste ano, Goiânia registrou queda de 29,93% em homicídios e de 78,57% em latrocínios. Os roubos de veículos diminuíram 68,41%. Também foram registradas quedas em roubos ao comércio (-53,41%) e roubos a transeuntes (-50,54%).

O programa “Em Frente, Brasil”, que conta com ações integradas da Força Nacional de Segurança Pública e das forças policiais de Goiás nas regiões Noroeste e Oeste da capital, contribuiu para reduzir ainda mais a criminalidade. Desde que foi implantado, em 30 de agosto, houve redução em homicídios (-80%), tentativas de homicídios (-25%), lesão corporal seguida de morte (-100%), feminicídios (-100%) e roubos (-39%). Esses dados são de comparações ao mesmo período do ano passado. “O programa é um reforço importante nas ações que as forças de Segurança de Goiás já estavam realizando”, explicou Rodney Miranda.

O ministro Sérgio Moro elogiou a redução dos crimes violentos em Goiás. Segundo ele, é perceptível que a atual gestão demonstra dedicação e comprometimento com a segurança da população. “Goiás possui números excelentes. Isso mostra que, quando se planta, se colhe. As ações realizadas aqui são bastante efetivas e estamos muito felizes em ver que o crime já estava em queda no Estado e na capital antes mesmo da chegada da Força Nacional”, disse.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO