Cidades

Suspeitos de matar motorista de aplicativo tiveram prisão preventiva decretada

O motorista era estudante de direito e começou a trabalhar como motorista há três meses

diario da manha
Foto: Reprodução

Os suspeitos do assassinato de um motorista de aplicativo, no último domingo (13), tiveram a prisão preventiva decretada pelo juiz Ricardo Prata, da 8ª Vara Criminal de Goiânia. A vítima, Carlos Augusto dos Santos, tinha 25 anos passou a ser motorista há cerca de três meses.

Os suspeitos foram presos em flagrante e passaram por audiência de custódia. Três deles, Isabela Oliveira Aberlado, Ricardo Duarte da Silva e Carlos Duarte da Silva, tiveram a prisão convertida em preventiva.

Sobre o assassinato do motorista de aplicativo

O motorista foi assassinado ontem (13), quando foi assaltado enquanto trabalhava. Carlos foi atender uma solicitação de viagem em um shopping localizado na Avenida Perimetral Norte, quando um casal entrou no veículo e anunciou o assalto.

Com o susto, o jovem reagiu ao assalto e os criminosos dispararam três tiros, Um deles atingiu a mão do motorista e os outros dois balearam o rosto. Carlos não resistiu e faleceu na hora do ocorrido. Apesar do casal fugir, testemunhas acionaram a polícia e eles foram presos em flagrante.

Carlos Augusto dos Santos, cursava o 5° período de direito na PUC Goiás e começou a trabalhar para o aplicativo de transporte para garantir renda. Ele era natural de São Luis do Marranhão(MA), e morava no Jardim Balneário Meia Ponte com os tios e os avós.

Segundo informações da Polícia Civil, os criminosos planejavam roubar o veículo, que foi encomendado por presos que ordenam crimes dentro do complexo prisional.

Ao todo seis pessoas envolvidas foram presas em flagrante e já possuem passagem pela polícia por furto, roubo e tráfico de drogas.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO