Cidades

Confiança do empresário industrial goiano segue em alta

Índice de Confiança do Empresário Industrial chega aos 63,6 pontos em novembro. Na avaliação da Fieg, avanço de importantes matérias no âmbito do Governo Federal contribuíram com a melhoria do ambiente de negócios

diario da manha
Foto: Reprodução

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) divulgou, nesta sexta-feira (23), os números atualizados do Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei). Em novembro, o indicador chegou a 63,6 pontos, o melhor resultado desde dezembro de 2018. A alta em relação ao mês anterior foi de 1,7 pontos e, frente a novembro do ano passado, o índice ficou estatisticamente estável.

Dentre os componentes do Icei, o destaque em novembro foi o Indicador de Condições, que mede as condições atuais comparadas com os últimos seis meses. Esse indicador ficou 5,7 pontos acima do registrado em novembro de 2018 e 3,2 pontos superior ao resultado de outubro desse ano. O índice alcançou 57,6 pontos, melhor resultado da série histórica desde fevereiro de 2011, revelando melhora nas condições correntes de negócios.

Já o Indicador de Expectativas, segundo componente do Icei que mede as perspectivas para os próximos seis meses, melhorou na comparação com o mês anterior (1 ponto), porém apresentou queda frente a novembro do ano passado (-3 pontos). De acordo com a assessora econômica da Fieg, Januária Guedes, apesar da queda no acumulado, o resultado mantém-se elevado, em 66,6 pontos, demonstrando que os empresários goianos têm boas expectativas para o futuro próximo.

“A análise dos resultados ao longo do ano sugere que o empresário industrial goiano mantém-se confiante, com oscilação nos meses de março a junho, porém mantendo o indicador superior à linha divisória dos 50 pontos”, avalia Guedes. Para a economista, o avanço de importantes matérias no âmbito do Governo Federal contribuiu com a melhoria do ambiente de negócios, como a aprovação da Reforma da Previdência, o avanço da discussão pela simplificação tributária e a edição do Programa Verde Amarelo, que sinaliza mais avanços na modernização da legislação trabalhista.

Conforme a metodologia da pesquisa, o Índice de Confiança do Empresário Industrial varia de 0 a 100 pontos e valores acima de 50 indicam aumento na confiança do empresário industrial.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO