Cidades

Justiça acata pedido do MP e mantém prisão em regime fechado de João de Deus

MP afirmou que vítimas se sentiam inseguras com o cumprimento em prisão domiciliar

diario da manha
Imagem: Reprodução

Durante uma audiência de custódia realizada nesta sexta-feira, 28, a Justiça de Goiás deiciu manter a prisão em regime fechado de João de Deus, após uma denúncia apresentada pelo Ministério Público (MP).

O idoso nega todas as acusações de abusos sexuais contra mulheres em seus atendimentos espirituais. A nova prisão, feita na última quinta-feira, 26, é referente à 15ª denúncia indicada pelo MP contra o réu.

Segundo o MP, o novo pedido de prisão contra ele se deu pelo fato de as vítimas se sentirem inseguras com o cumprimento da pena em regime domiciliar.

A defesa de João de Deus afirmou que ficou espantada com a prisão e que “se mostra estarrecida diante da flagrante da ilegalidade da nova prisão”. Por meio de nota, os advogados afirmaram que vão recorrer da decisão.

João de Deus é concenado por diversos crimes, relembre:

  • Em novembro de 2019, ele foi condenado por posse ilegal de arma de fogo, com pena de 4 anos em regime semiaberto;
  • Em dezembro de 2019, foi condenado a 19 anos em regime fechado por crimes sexuais contra quatro mulheres;
  • No mês seguinte, foi setenciado a 40 anos de prisão por crimes sexuais contra cinco muleres;
  • E em maio de 2021, por violação sexual mediante fraude, a condenação foi de dois anos e meio de prisão, que podem ser cumpridos em regime aberto.

Leia também

Comentários