Ciência

Estudantes goianos que ganharam torneio internacional de robótica são homenageados pela Assembleia Legislativa

Os sete adolescentes criaram um ciclete, à base de pimenta, que auxilia astronautas a sentirem sabores durante as missões fora da terra. A homenagem será nesta quarta-feira(21), às 19h45, no Auditório Solon Amaral

diario da manha
Alunos goianos do SESI Canaã, responsáveis pela criação do chiclete que auxilia os astronautas nas missões. Foto: Reprodução

Os sete alunos do ensino médio do SESI Canaã, em Goiânia, vencedores do Torneio Aberto de Robótica de West Virgínia, nos Estados Unidos, serão homenageados pela Assembléia Legislativa de Goiás por criarem o “chiliclete”, uma goma de mascar para astronautas.

A homenagem, em reconhecimento à criatividade e inovação dos estudantes, será nesta quarta-feira(21), às 19h45, no Auditório Solon Amaral. Os adolescentes receberão diplomas de honra ao mérito do legislativo goiano.

No dia 31 do último mês, estes adolescentes também foram reconhecidos pela Agência Espacial Brasileira (AEB), em Brasília. Entre os dias 12 e 14 de julho, eles ganharam o torneio nos estados unidos pela invenção.

O presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Moura, afirma que a vitória dos alunos é um fato marcante para a história da ciência brasileira e, que para ele, isso é tudo aquilo que os brasileiros querem, a criatividade e a inovação fazendo a diferença no país. “Esses jovens merecem nosso reconhecimento”, afirma.

O chiclete que auxilia os astronautas a sentir o sabor dos alimentos

O “chiliclete”, a invenção que possibilitou tantos prêmios à esses jovens, é uma goma de mascar feita de pimenta, que auxilia os astronautas a sentirem o sabores dos alimentos em suas viagens fora da órbita terrestre.

Os alunos afirmam que a falta de gravidade no espaço impossibilita a sensibilidade no nariz dos astronautas. Isso faz com que o sangue do corpo se concentre nas regiões da cabeça e do peito. Deste modo, a sensibilidade do nariz acaba sendo afetada e os astronautas não conseguem mais sentir cheiros e sabores.

Pensando na qualidade de vida dos astronautas durante as missões, que ficam longos períodos privados de sensações do paladar e do olfato, um grupo de sete alunos do Sesi Goiás desenvolveram o chiclete com componentes da pimenta, que ajudam a desenvolver os sentidos afetados.

Comentários

Mais de Ciência

11 de março de 2019 as 11:34

Caroços siameses

28 de fevereiro de 2019 as 11:54

Homo intergalacticus

20 de janeiro de 2019 as 22:09

Acompanhe o eclipse lunar, o último de 2019

4 de junho de 2018 as 18:09

Junho terá sete eventos astronômicos