Coronavírus

Rogério Cruz se revela na pandemia com gestão da crise e discursos sem contradições

diario da manha

Desde o início da pandemia, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, tem se revelado como protagonista no enfrentamento da doença.

Primeiro, contraiu o vírus praticamente junto do ex-prefeito Maguito Vilela. Conseguiu se recuperar e voltou para a campanha eleitoral, sendo um dos articuladores do grupo vitorioso.

Novamente, agora no comando do município, após a morte de Maguito, ele não se deixou levar por pressões políticas, revelando personalidade, conhecimento e maturidade. Ao lado de Roberto Naves, prefeito de Anápolis, tem surpreendido no combate do vírus.

Antecipou ao Governo de Goiás com um decreto, diante de dados em mãos, que revelavam iminência de colapso na Capital.

Este se encerraria na segunda-feira, mas optou em seguir junto para unificar discursos, narrativas e ações, já que os discursos são mais efetivos.

“Pandemia de covid-19 é o grande desafio para Goiânia”, disse no início deste mês.

A integridade das falas do prefeito chama atenção: “É um desafio grande que precisamos enfrentar de cabeça erguida e contando com o apoio da população de Goiânia e de Goiás. Uma vez que os leitos estão começando a faltar nas cidades do interior e temos recebido muito pacientes desses locais. Nós somos a capital, estamos recebendo esses pacientes e temos que estar preparados”.

Em outro momento, já mais grave, ele demostrou sensibilidade de líder, o que tem sido raro durante a pandemia: “A população não pode perder a chance de virar o jogo. Igualmente, o setor produtivo, que tanto tem sofrido com a pandemia, sabe que não existe economia saudável com um povo doente”.

Ao mandar o recado para o segmento mais radical de que não se ganha dinheiro com povo doente, ele antecipou seu comportamento de firmeza no combate.  

No sábado, 28, Rogério anunciou que seguirá o decreto estadual, e tentará alinhar ações, guardando as especificidades de Goiânia.    

Comentários