Cotidiano

Carro cai em rio e deixa quatro mortos

diario da manha

Caminhão trafegava no mesmo sentido do carro quando ocorreu a colisão; polícia vai investigar motivação do acidente

Após ser atingido por um caminhão na GO-020, o veículo da marca Toyota Corola, prata, que vinha de Caldas Novas com destino a Goiânia, foi arremessado de uma ponte. O acidente ocorreu, por volta das 5h30 de ontem, no Rio Meia Ponte e os quatro ocupantes morreram.

Conforme informações do subcomandante da 2ª companhia independente de Senador Canedo (CID) Cristian Wening, que atendeu a ocorrência, o caminhão estava trafegando no mesmo sentido do carro quando houve a colisão. Ao ser arremessado na mureta de proteção da ponte, a estrutura não aguentou o impacto provocando a queda do carro.

“A gente acredita que tenha sido alguma ultrapassagem, não sabemos a dinâmica, supõe-se que tenha sido isso” expõe. Estava no veículo Edilene Lucas da Silva Guimarães, 37 anos, Silvio Henrique Guimarães, 21 anos, Aline Lopes Barbosa, 21 anos e Silvia Gama Guimarães, 35 anos. As duas mulheres estavam na frente e o casal atrás.

 

ANCORAGEM

Ao chegarem no local do acidente, Wening recordou que a primeira providência da equipe foi fazer a ancoragem do carro. As vítimas ainda estavam no interior do veículo e foram todas retiradas já sem vida. “A princípio, uma das preocupações nossas era de que havia uma quinta vítima que poderia ser um bebê, mas, ao falarmos com a família, eles confirmaram que eram apenas quatro pessoas” disse.

De acordo com a Polícia Militar, em versão dada pelo motorista do caminhão, Marcelo Silva, que não ficou ferido, o carro teria sido arremessado da ponte após sofrer um impacto na traseira. Aos policiais, o caminhoneiro teria afirmado que o motorista do Corola reduziu muito a velocidade ao passar pela ponte e ele não conseguiu frear a tempo.

No entanto, informações da Polícia Civil constatam que Marcelo trafegou a 160 km/h, conforme o disco do tacógrafo, que marca a velocidade do veículo. Mas a polícia esclarece que somente a perícia poderá determinar se essa marca foi obtida antes ou no momento da colisão.

Comentários

Mais de Cotidiano