Cotidiano

Irmãs são presas por tráfico, a mais jovem levava a filha de apenas um mês para disfarçar o tráfico

diario da manha

Duas irmãs, de 20 e 22 anos, foram presas em flagrante na noite de quinta-feira (26) suspeitas de tráfico de drogas, em Goiânia. No momento da detenção, a garota mais nova estava acompanhada da filha, de 1 mês de vida. Segundo a Polícia Civil, as duas sempre levavam a criança dentro do carrinho onde escondiam o material para disfarçar a prática do crime. Junto com elas, foram encontradas uma porção de maconha e R$ 45 provenientes da venda de entorpecentes.

As suspeitas foram localizadas na Praça Universitária, no Setor Leste Universitário. Após a abordagem, os policiais foram até a casa da irmã mais nova, no Bairro Jardim Novo Mundo. Lá, foram apreendidos 400 gramas de cocaína, três balanças de precisão, uma presa e insumo para refinar a droga. Seis celulares que pertenciam a elas também foram recolhidos e levados para a perícia.

Jovens levavam bebê em carrinho para esconder droga durante venda
Jovens levavam bebê em carrinho para esconder droga durante venda

De acordo com o delegado Gylson Mariano Ferreira, adjunto da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) e responsável pelo caso, a mãe da criança confessou o crime e disse que fazia porque precisava. Já a outra irmã negou envolvimento e afirmou que apenas acompanhava a irmã.

Ambas já tinha passagem pela polícia. A mais velha por furto, posse ilegal de arma e receptação. Já a outra respondia por furto e tráfico. Elas foram autuadas por tráfico de drogas e associação. Se condenadas, elas podem pegar entre 8 e 25 anos de prisão.

As jovens serão encaminhadas para o 14º Distrito Policial, na Vila Pedroso, onde a carceragem feminina. A criança foi entregue aos cuidados a avó, mas das duas suspeitas.

Região problemática
Segundo o delegado, desde dezembro do ano passado, a Denarc, em parceria com a Guarda Civil Metropolitana (GCM), faz um trabalho especializado para prender traficantes na Praça Universitária. O local é considerado um dos principais pontos de venda de droga da capital.

“Nós deslocamos um policial que fica a paisana na praça e fotografa a ação dos traficantes para termos provas contundentes. Isso ajuda muito o nosso trabalho”, disse.

As próprias irmãs foram clicadas durante a venda das drogas. Nas fotografias, é possível ver as duas entregando drogas para os clientes com o bebê nos braços.

Conforme explica o delegado, desde que esse tipo de atuação foi iniciado, oito pessoas foram presas e três menores apreendidos por tráfico de drogas na Praça Universitária.

Enquanto jovem repassa droga, irmã fica com o bebê no colo
Enquanto jovem repassa droga, irmã fica com o bebê no colo

Comentários

Mais de Cotidiano