Cotidiano

TCE exige manutenção de Rodovia GO-237

diario da manha

Tribunal diz que serviços elementares não foram realizados

Beto Silva
A Agetop terá que tomar medidas urgentes para impedir que usuários da Rodovia GO-237 (foto) passem por riscos iminentes. É o que decidiu o conselheiro Saulo Marques Mesquita, do Tribunal de Contas do Estado. Por meio de medida cautelar, ele exige providências urgentes da agência do governo de Goiás para a correção de irregularidades.
O conselheiro concedeu 15 dias para que se exija da empresa contratada para a conservação do trecho, a R.S. Engenharia, a roçagem manual e mecânica, a poda de árvores e a operação tapa-buraco e execute, de forma emergencial, a recomposição do aterro em trecho especificado.
A partir da denúncia encaminhada por Elson Taveira Adorno, o TCE emitiu relatório de inspeção através do Serviço de Fiscalização de Obras e Serviços de Engenharia onde salientou o descumprimento do contrato quanto a não execução de roçagem nas bordas da pista e a não execução de corte e remoção de árvores cujas copas estão se projetando sobre a pista, dificultando o tráfego de veículos altos, com risco de quedas de galhos. Constatou também que o serviço de tapa-buraco, principalmente no trecho entre Niquelândia e o trevo que dá acesso à mineradora Anglo-América, não está sendo executado.

Comentários

Mais de Cotidiano