Cotidiano

Ex-dançarina da Gaiola das Popozudas é morta a tiros, e polícia suspeita do marido dela

Amanda foi morta aos 29 anos. Ela já havia dançado pela Gaiola das Popozudas e Jaula das Gostozudas.

diario da manha

Na última quinta-feira, Amanda Bueno, dançarina de funk, foi morta a tiros, em sua casa, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. O marido da vítima, Milton Severiano, é o principal suspeito do assassinato. Ele foi detido na noite de ontem. Ela foi dançarina da Gaiola das Popozudas e da Jaula das Gostozudas.

Vizinhos do casal relataram ter escutado uma discussão entre Amanda, de 29 anos, e Milton, 32 anos, e, em seguida, ocorreram os disparos. Ele roubou um carro para fugir, mas foi localizado ontem. Na tentativa de uma nova fuga, acabou capotando o veículo. Milton foi socorrido e encaminhado ao hospital.

O delegado responsável pelas investigações do caso, Fábio Cardoso, informou, em entrevista ao Jornal Extra, que apesar de ninguém ter presenciado as cenas, há outras informações que levam a polícia a suspeitar do marido da vítima. “Não temos testemunhas presenciais. Mas temos outras provas deste crime”, declarou.

 

 

Comentários

Mais de Cotidiano