Cotidiano

Delegada atropela aposentada em estacionamento e ainda agride manobrista

diario da manha

Uma delegada de polícia ficou descontrolada após atropelar uma idosa num estacionamento em Santo André, São Paulo. Toda a confusão foi gravada pelas câmeras de segurança do local.

As imagens mostram a aposentada Solange no caixa pagando o estacionamento. O carro dela é um verde, que está parado; no veículo prata estava a delegada, que parou o veículo, engatou a ré e bateu com a traseira do mesmo nas costas da aposentada.

A mulher, de 55 anos, reclamou ter sentido dor com a batida. O manobrista chamou a atenção da delegada Maria Aparecida Corsato e disse que ela havia atropelado uma pessoa. Nesse momento, a filha de Solange desceu do carro e reclamou com a delegada; a mãe pediu calma, mas a discussão continuou.

Quando Solange entrou no carro e finalmente parecia que poderia ir embora, a delegada tentou impedir. Mais uma vez a filha desceu do carro, agora com um bebê nos braços, e tentou tirar a delegada de perto do veículo.

Porém, Maria Aparecida abriu a porta do veículo e tentou tirar a chave do contato. Nesse momento, a filha de Solange agrediu a delegada. Nas imagens, os manobristas tentam acalmar as mulheres, e a aposentada disse que queria ir embora, mas a delegada, visivelmente transtornada, mais uma vez não deixou.

Nas imagens é possível ver Maria Aparecida gesticulando e gritando com os manobristas. Depois, ela parou na frente do carro e quando Solange tentou ir embora, a mulher subiu no capô. Nisso, a filha de dona Solange perdeu a paciência e tirou a delegada à força do carro.

Com o auxílio dos manobristas, Solange, a filha e as crianças conseguiram, finalmente, ir embora.

Porém, o problema não acabou por aí. Não satisfeita com situação, a mulher ficou no estabelecimento, discutindo com os manobristas. Em um trecho do vídeo é possível ver a mulher agredindo um deles com vários tapas.

A aposentada preferiu não falar sobre o caso, mas os funcionários do estacionamento disseram que um dos netos da mulher havia passado por uma cirurgia do coração, e Solange temia que o estado de saúde dele fosse agravado.

Mesmo após o ocorrido, a delegada registrou um boletim de ocorrência contra os manobristas.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) reprovou e lamentou a conduta da delegada Maria Aparecida Corsato e informou que a corregedoria abriu um inquérito policial e um procedimento administrativo para apurar a conduta da policial e, posteriormente, tomar as medidas necessárias.

De acordo com a secretaria “esse tipo de conduta é inaceitável e incompatível com o exercício da função policial”. A Polícia Civil declarou que lamenta as atitudes da funcionária e pediu desculpas às vítimas.

Comentários

Mais de Cotidiano