Cotidiano

Marconi diz que vai criar 10 novas orquestras sinfônicas em cidades goianas

diario da manha

A noite de ontem, no Teatro Goiânia, foi eclética – e memorável – para os integrantes do Governo de Goiás e para representantes da Enel Brasil, empresa proprietária da Endesa Brasil, operadora da Usina Hidrelétrica de Cachoeira Dourada. Era para ser uma apresentação em agradecimento pelos investimentos do Governo de Goiás e da Enel na Orquestra Sinfônica Jovem (OSJ) de Goiás. No entanto, o governador Marconi Perillo escolheu a ocasião para anunciar a criação de 10 orquestras sinfônicas em municípios goianos, nos mesmos moldes da OSJ.

Entre interpretações do músico alemão Johann Sebastian Bach (1685-1750) e do cantor pop sul coreano Psy, Marconi foi chamado ao palco duas vezes para tirar fotos com alunos do Projeto Sinfonia do Amanhã (PSA) e da OSJ. O governador aproveitou o momento para anunciar a criação de orquestras sinfônicas em cidades do interior. “Vale a pena investir na cultura erudita. Investir nas crianças mais simples. Elas precisam de oportunidades. Talentos, elas têm. Nós vimos aqui, hoje, uma noite mágica. Vamos procurar levar essas orquestras para outros cantos de Goiás para que a população possa perceber o que nós estamos fazendo aqui, em parceria com a iniciativa privada, com os professores, maestros”, explicou Marconi.

Acompanhado da primeira-dama, Valéria Perillo, Marconi assistiu emocionado aos alunos do PSA, que, regidos pelo maestro Eliel Ferreira, abriram a noite com clássicos da música brasileira como Asa Branca, Samba Lelê, Garota de Ipanema e Aquarela do Brasil. Em seguida, foi a vez dos integrantes da Orquestra Sinfônica Jovem, comandados pelo maestro Andreyw Batista. Eles interpretaram clássicos como 1° Coro da Paixão segundo São João (Bach) e da música pop como What A Wonderful World, escrita por Bob Thiele e George Weiss, mas que foi imortalizada na voz de Louis Armstrong. Juntos, no encerramento da noite, jovens do PSA e da OSJ surpreenderam com uma montagem bem humorada da música Gangnam Style (PSY). Aplausos acompanharam a música, do início ao fim, e terminaram com o Teatro Goiânia em pé.

“Foi uma noite especialíssima, emocionante. Tenho muito orgulho de ter estimulado essas orquestras, criado a Orquestra Jovem, Orquestra Filarmônica, de ver essas crianças, jovens, apresentando músicas eruditas aqui em Goiás, no Brasil e no mundo”, comentou Marconi Perillo, em alusão às turnês pela Europa da OSJ, que é vinculada ao Instituto Tecnológico em Artes Basileu França, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico.

Assistiram às apresentações o vice-governador José Eliton Júnior e a esposa dele, Fabrina Müller; além dos secretários Leonardo Vilela (Saúde) e Isanufo Cordeiro (Gabinete de Gestão de Assuntos Internacionais); o deputado estadual Virmondes Cruvinel, entre outras autoridades.

Sinfonia do Amanhã dá oportunidade para jovens viverem da música

Financiado pela Enel Brasil, com apoio do Governo de Goiás e das prefeituras de Cachoeira Dourada e de Itumbiara, o Projeto Sinfonia do Amanhã é gerido pela Associação dos Amigos da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás. Crianças e jovens de até 18 anos têm aulas de violino, viola clássica, violoncelo, contrabaixo, violão, flauta-doce, coral e instrumentos de metal. Atualmente, atende 100 crianças e jovens. Cinco desses alunos já se profissionalizaram e participam da Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás. “É uma parceria vitoriosa (com o Governo de Goiás) com vários frutos. Nós do grupo Enel temos um carinho especialíssimo por este projeto. Nosso presidente, Marcelo Llévenes, fala com muito entusiasmo do projeto que é, acima de tudo, muito importante por abrir uma janela para cada jovem para uma nova oportunidade, que pode ser transformado em uma atividade profissional no futuro”, avaliou o diretor de Relações Institucionais da Enel Brasil, José Nunes de Almeida Neto.

Gerente de Sustentabilidade da Enel, Ana Paula Caporal, que coordena o Projeto Sinfonia do Amanhã, afirmou que o investimento em projetos artísticos é uma marca da empresa. De acordo com ela, um coral no Rio de Janeiro, uma orquestra e o grupo de Dança das Bailarinas de Cristo, no Ceará, estão entre os destaques dos investimentos.

Os alunos da Sinfonia do Amanhã já realizaram apresentações em importantes espaços, incluindo uma apresentação internacional, em Roma, para executivos da Enel. Outras apresentações marcantes foram no Teatro Municipal de Itumbiara-GO, no Teatro Basileu França, em Goiânia, no Teatro Popular em Niterói e no Palácio de Cristal, em Petrópolis, no Rio de Janeiro. Durante o I Festival de Música Clássica da Região Sul de Goiás, esteve sob a regência do maestro alemão Gottfried Engels. O Sinfonia do Amanhã ganhou o prêmio Aberje Regional 2014 (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial), na categoria “Comunicação de Programas, Projetos e Ações Culturais”.

tags:

Comentários

Mais de Cotidiano