Ministro da Coréia do Norte é executado com míssil antiaéreo

diario da manha

O ministro da defesa da Coréia do Norte,

foi executado com  um tiro de bateria anti aérea, por ter dormido durante uma solenidade oficial e deixado de cumprir ordens do ditador Kim Jong-Un, o que foi considerado deslealdade e falta de respeito.

A execução foi assistida por centenas de pessoas, segundo informações do serviço secreto sul coreano e que são de difícil confirmação. Mas analistas internacionais concordam que esta reação do ditador possa representar alguma instabilidade política, e que tal ato nunca existiu nas esferas de poder próximas a ele.General

Comentários