Cotidiano

Polícia apreende fabricantes da droga do amor

Um comprimido de ecstasy chega a custar R$ 45 no mercado ilegal das drogas. Polícia prendeu seis suspeitos de produzirem droga para outros Estados 

diario da manha

Tom Carlos

A Polícia Federal investiga as rotinas de produção de uma quadrilha que atuava supostamente na fabricação de ecstasy. Conforme o órgão de investigação, o laboratório encontrado pela corporação, em parceria com a Polícia Militar de Goiás, tinha material com capacidade produtiva de 1 milhão de comprimidos.

No local, a polícia encontrou 80 kg de cafeína, além de 15 kg de clobenzorex. Chamou a atenção da polícia o fato de que oito carros considerados “de luxo” estavam sob o poder dos suspeitos.

A droga é comercializada em festas eletrônicas e boates frequentadas pela classe média e alta de Goiás, Minas Gerais, Bahia e São Paulo.

Durante a prisão cautelar, que ocorreu na madrugada de ontem, a polícia deteve seis pessoas. Os investigadores desejam saber exatamente os mecanismos de produção e distribuição do tóxico, bem como os caminhos por onde segue o dinheiro arrecadado com o crime do tráfico.

Batizada de pílula do amor, o ecstasy é feito em laboratório e permite que o usuário diminua a reabsorção de um neurotransmissor relacionado à felicidade (a serotonina). Com isso, o viciado vive em constante euforia quando está sob efeito da droga. Um comprimido chega a custar R$ 45 no mercado ilegal das drogas.

Durante a sua atuação, a equipe policial prendeu um dos suspeitos em um laboratório no Residencial Solar Bougainville. Ele acabou indicando aos investigadores que uma chácara em Bela Vista de Goiás seria, de fato, o local onde se dava a produção.

A investigação da polícia começou há um ano, quando a corporação identificou um laboratório com milhares de comprimidos. Uma das táticas do grupo de traficantes e produtores era modificar o endereço do laboratório.

 

INVESTIGAÇÃO

Agora, a Polícia Federal tem ainda uma outra missão: deter um dos envolvidos que estaria livre. Ele pode ser uma peça importante na quadrilha e caso permaneça livre pode voltar a articular a quadrilha.

Ainda ontem, a PF apreendeu 4 mil comprimidos de ecstasy em um veículo no município de Gravataí(RS). Um homem e uma mulher transportavam a droga e foram presos em flagrante. Além dos comprimidos de ecstasy, foram apreendidos o veículo.

Comentários

Mais de Cotidiano