Primeiro-ministro escapa de tentativa de assassinato

diario da manha

 

O primeiro-ministro líbio, Abdulá Al Thani, escapou de uma tentativa de assassinato quando um grupo armado atirou contra seu carro ontem, informou o porta-voz do governo.

“O carro do primeiro-ministro foi atingido por disparos de homens armados, ao deixar a área onde era celebrada uma sessão parlamentar” na cidade de Tobruk, informou o porta-voz, Hatem el Ouraybi, à AFP. “O primeiro-ministro não se feriu, mas um de seu guarda-costas foi ferido”, acrescentou.

“O primeiro-ministro não se feriu, mas um de seu guarda-costas foi ferido”, acrescentou. Os atacantes não foram identificados. O ataque ao chefe do governo reconhecido pela comunidade internacional ocorreu depois de uma sessão do Parlamento em Tobruk, perto da fronteira com o Egito.

O Parlamento foi transferido para essa localidade depois que uma coalizão de milícias, a Fajr Libya, se apoderou da capital, Trípoli, em agosto passado. O governo também permanece no leste do país.

Outro Parlamento e governo rival, próximos à Fajr Libya, ficam na capital. “O Parlamento estava perguntando ao governo durante uma sessão quando ouvimos disparos no exterior”, declarou à AFP Faraj Abu Hashem, porta-voz do Parlamento.

“Os membros do governo e os deputados abandonaram imediatamente a sala, enquanto os manifestantes armados tentavam entrar no edifício. As forças de segurança conseguiram impedi-lo”, disse. “Estas pessoas armadas protestavam contra o governo”, acrescentou.

Comentários