Senar Goiás promove Seminário de eSocial

Da assessoria

diario da manha

 

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás) e o Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRC-GO) promoverão, entre os dias 19, 20 e 21 de maio, nas cidades de Quirinópolis, Rio Verde e Itumbiara, o 1° Seminário Regional sobre o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). A ferramenta, lançada pelo governo federal, em junho de 2013, tem como objetivo facilitar a comunicação entre empresas e governo, de forma unificada, na prestação de informações relativas aos direitos trabalhistas.

De acordo com a gestora do departamento financeiro do Senar Goiás, Maria Izabel de Oliveira, o eSocial, que a partir desse ano será obrigatório para todas as empresas, facilitará a prestação de informações de direitos trabalhistas dos empregados ao governo. “A importância do seminário é capacitar empresários, contadores, representantes de áreas administrativas, entre outros profissionais, para que repassem de forma correta as informações tributárias, previdenciárias e da folha de pagamento conforme é exigido pelo governo”, explica Maria Izabel.

O seminário, dividido em três dias, buscará capacitar empresários, contadores, gerentes, chefes, recursos humanos, áreas administrativas, tributária, fiscal, jurídica, medicina e Segurança do Trabalho, tecnologia da informação e demais profissionais interessados, por meio de palestras e debates acerca do assunto. O professor e especialista na área trabalhista e previdenciária José Alfredo do Prado Junior conduzirá a capacitação e o treinamento dos profissionais.

 

Sobre o eSocial

O sistema, disponibilizado por meio do portal www.esocial.gov.br, busca auxiliar o recolhimento de forma conjunta das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais, como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e o Imposto de Renda. Assim que anexados no sistema, os documentos serão armazenados no Ambiente Nacional do eSocial.

As empresas também são obrigadas a prestar informações relacionadas ao contrato de trabalho como admissão, alterações de salários, afastamentos, estabilidades, aviso prévio, entre outros, além de informações relativas a mão de obra terceira e autônoma. As informações ficarão reunidas em um único sistema acessível a determinados órgãos e instituições.

Mantido pela Receita Federal, o eSocial foi regulamentado através do Decreto 8.373/2014, e da Resolução 1/2015 do Comitê Gestor do e-Social, onde consta a reformulação dos eventos da folha de pagamento dos empregados.

Comentários