Cotidiano

Taxista é morto a tiros em Aparecida de Goiânia

Câmeras de Segurança flagraram dois homens correndo próximo ao local.

diario da manha

Um taxista foi morto, na noite de ontem, no Veiga Jardim, em Aparecida de Goiânia. De acordo com a Delegacia de Homicídios, o crime ocorreu por volta das 20h. Cleiton Oliveira Soares, de 33 anos, foi alvejado por quatro disparos de arma de fogo. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Homicídios de Aparecida, Fabrício Madruga, após alanisar imagens de câmeras de segurança instaladas próximo ao local, é possível perceber o momento que o carro para e depois desce desgovernado. Uma outra câmera flagrou duas pessoas, que aparentemente seriam do sexo masculino, correndo após o carro ter perdido o controle.

O delegado afirma que durante as investigações iniciais não foi constatado roubo de algum objeto. A carteira da vítima ficou no local. Ele enfatiza que mesmo aparentemente nenhum objeto tendo sido retirado do veículo, a Polícia Civil não descarta a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte).

O taxista trabalhava em Goiânia, mas faria uma corrida em Aparecida. Questionado se há também a suspeita do crime ter sido motivado por vingança ou se a polícia teria sido informada sobre alguma possível rixa que a vítima tivesse, o delegado explica que não é descartada qualquer hipótese, mas que o fato do homem ter sido aparentemente alvejado por pessoas que estariam a pé levam a acreditar que os supostos autores não teriam conhecimento sobre o percurso feito por ele. Se ele estivesse sendo seguido, provavelmente, seria abordado por pessoas que utilizariam algum veículo, informa.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Aparecida de Goiânia. Outras imagens de câmeras de segurança próximas ao local ainda serão analisadas, conta o delegado.

Comentários

Mais de Cotidiano