China diz que mais duas autoridades serão investigadas

Campanha de combate a irregularidades arrastou dezenas de autoridades. Ministério não forneceu mais detalhes sobre os casos

diario da manha

 

Da Reuters

O Ministério da Defesa da China informou ontem que mais dois ex-comandantes de alto escalão estão sendo investigados por suspeita de corrupção, como parte de uma campanha de combate a irregularidades que já arrastou dezenas de autoridades chinesas.

Em breve comunicado, o ministério disse que Kou Tie, ex-comandante da região militar de Heilongjiang, no norte da China, foi colocado sob investigação em novembro passado por supostas “violações graves de disciplina”. Ele foi entregue à procuradoria militar no mês passado.

A outra autoridade foi identificada como Liu Zhanqi, ex-comandante da divisão de comunicação da força paramilitar Polícia Armada do Povo, também suspeito de “violações graves de disciplina”, termo normalmente utilizado para descrever a corrupção. Ele também foi entregue no mês passado à procuradoria militar.

O ministério não forneceu mais detalhes sobre os casos, dos quais não se tinha conhecimento até então.

Combater a corrupção nas Forças Armadas é uma prioridade para o presidente chinês, Xi Jinping, que também é presidente da Comissão Central Militar, que controla as forças militares compostas por 2,3 milhões de pessoas.

Comentários