Cientistas mulheres postam fotos 'sexy' após comentário machista de Prêmio Nobel

diario da manha
Comentários de Tim Hunt sobre sensualidade no local de trabalho foram ironizados
Comentários de Tim Hunt sobre sensualidade no local de trabalho foram ironizados

Mulheres cientistas decidiram usar as redes sociais para ironizar a polêmica provocada por declarações “sexistas” do bioquímico britânico Tim Hunt.

No início da semana, o ganhador do Prêmio Nobel de Química de 2001, foi criticado duramente por comentários sobre colegas femininas.

Hunt disse, durante uma convenção em Seul, na Coreia do Sul, que mulheres eram um fator de “distração” no trabalho.

Laboratório
A montagem mostra avisos irônicos

 

“Três coisas acontecem quando há mulheres no laboratório: você se apaixona por elas; elas se apaixonam por você e elas choram quando são criticadas.”

O furor foi suficiente para levá-lo a pedir demissão do posto de professor honorário da University College London.

As respostas vieram caprichadas em ironia e sarcasmo. Profissionais trabalhando em ambientes exigindo o uso de indumentária protetora posaram com macacões e fizeram alusões aos comentários de Hunt. Homens também aderiram às postagens com o cientista Tom Bishop publicando uma foto com avisos “proibindo” as atividades de “chorar” ou “se apaixonar”.

Marie Curie
Marie Curie, a primeira ganhadora do Prêmio Nobel, também foi lembrada
Outra postagem usa uma foto de Marie Curie, a primeira mulher a ganhar o Premio Nobel pelos seus estudos sobre a radiação. “Que bom que Marie Curie parou de chorar para descobrir (os elementos químicos) o rádium e o polônio”, postou a jornalista Amy Remeikis.

Na maioria das chamadas “tempestades do twitter”, há normalmente uma defesa das pessoas no centro da polêmica. Porém, no caso de Hunt praticamente todo os tuítes mais populares e os comentários retuitados foram críticos ao cientista.

Comentários