Cotidiano

José Eliton recebe líderes de  municípios e propõe retomada de Patrulha do Desenvolvimento

Em reunião de trabalho, vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico encaminha demandas de comitivas do interior

diario da manha

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), José Eliton, recebeu em seu gabinete, ontem, duas comitivas com representantes de municípios goianos. Os grupos, formados por prefeitos, vereadores, lideranças políticas, empresariais e representantes de entidades de classe, estavam acompanhados pelo deputado Valcenor Braz (PTB).

Ao todo, 14 municípios estavam representados na audiência que, segundo o próprio vice-governador e secretário, foi uma verdadeira reunião de trabalho. Na primeira atividade participaram representantes de Vianópolis, Orizona, Bela Vista, Bonfinópolis, Palmelo, Araguapaz e Urutaí. Logo em seguida, foi a vez de cidades do Entorno de Brasília: Luziânia, Cidade Ocidental, Novo Gama, Cristalina, Valparaíso de Goiás, Padre Bernardo e Mimoso de Goiás.

Nas demandas apresentadas pelas comitivas destacaram-se questões como iluminação pública, construção de pontes e ginásios, distritos agroindustriais e revitalização de rodovias. José Eliton disse que todos os pedidos seriam analisados e encaminhados. Também enfatizou que a prioridade do governador Marconi Perillo é a conclusão das obras iniciadas, mas deixou claro que o governo se prepara para investir em obras nos próximos anos. “Temos recursos previstos”, afirma.

Um dos temas destacados por José Eliton foi a retomada da Patrulha do Desenvolvimento Regional, uma iniciativa do governo estadual que visa apoiar os municípios com benefícios como a melhoria das estradas vicinais, abertura de ruas, recolhimento de lixo e entulhos, entre outros. “As patrulhas dão grande apoio aos prefeitos”, disse. Segundo Eliton, nos próximos dias será lançado novo edital com previsão de início dos trabalhos no mês de julho. Ele informou que a patrulha será ampliada com algumas máquinas que não estavam nas primeiras fases e também na quantidade de unidades que ficarão espalhadas em diferentes regiões do Estado.

Comentários

Mais de Cotidiano