Cotidiano

Reintegração de posse leva tensão ao centro de São Paulo

Polícia faz operação desde às 5h em prédio ocupado por 83 famílias; cerca de 50 pessoas prometem resistir

SÃO PAULO — A Polícia Militar de São Paulo faz desde às 5h desta quarta-feira uma operação de reintegração de posse do prédio de número 87 da Rua Xavier de Toledo, no centro da cidade. Cerca de 70 homens, incluindo Corpo de Bombeiros, participam da operação.

Já houve confusão na rua e a polícia usou spray de pimenta e imobilizou dois integrantes do movimento MSTL (Movimento sem Terra de Luta), ligado à Frente de Luta por Moradia.

O prédio, que pertence à Administração e Representações Telles S/A, era ocupado por 83 famílias desde abril. Os ocupantes afirmam que terão de ir para a rua porque não houve negociação para bolsa aluguel.

No início desta manhã, havia cerca de 50 pessoas no prédio que prometiam resistir. Um integrante do movimento afirmou que os ocupantes soldaram as portas e jogaram diesel nas escadas para tentar impedir a entrada da polícia, que acabou conseguindo entrar. O clima é de tensão.

Somente este ano, já foram mais de mil pedidos de reintegração de posse em São Paulo. A advogada do movimento, Kelseny Medeiros Pinto, informou que há mais de 50 reintegrações de posse agendadas somente este ano em locais ocupados pelo movimento, o que deve deixar, segundo ela, 22 mil famílias desabrigadas.

Segundo a SP Trans, 35 linhas de ônibus foram afetadas porque há interdição no trajeto oficial das linhas. O trânsito no centro de São Paulo é bastante complicado.

Comentários

Mais de Cotidiano