Cotidiano

GCM já recebeu mais de 200 denúncias durante a campanha Pipa Sem Cerol

Já foram realizadas 100 apreensões.

diario da manha

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) está promovendo desde junho a campanha “Pipa Sem Cerol” para orientar sobre os perigos do uso do cerol e da linha chilena. De acordo com um balanço divulgado ontem pela Guarda e publicado pela Prefeitura de Goiânia, desde o início da mobilização até a última terça-feira, já haviam sido recebidas 200 denúncias sobre uso do material cortante em linhas utilizadas na pipa. A população pode fazer a denúncia por meio do telefone 3524 8290.

A GCM já realizou 100 apreensões de linhas com cerol, informa a publicação do Portal da Prefeitura. Em entrevista à equipe do DM.com.br, o comandante da Guarda Civil Metropolitana, Elton Magalhães, lembrou que o uso do cerol e da linha chilena são proibidos por uma Lei Municipal. Ele enfatizou que a Lei prevê até multa para quem for flagrado utilizando esses produtos. Ainda de acordo com o comandante, o ato pode ser considerado crime, uma vez que expõe ao risco outras pessoas.

Elton afirma que o objetivo da campanha não é aplicar multas ou outras penalidades às pessoas, mas promover a conscientização dos perigos do uso do cerol. A campanha teve início no último dia 15 e ocorre até 20 de agosto.

Um homem morreu, na BR-153, em Goiânia, na última quinta-feira, vítima de cerol. Outros dois casos de morte por cerol foram registrados no estado, um em Itumbiara e outro em Aparecida de Goiânia.

Confira a matéria com entrevista do comandante da GCM, Elton Magalhães: GCM mobiliza comunidade contra uso do cerol e da linha chilena.

Comentários

Mais de Cotidiano