Cotidiano

Aberta no Rio exposição que tem como tema universo do erotismo

Paulo Virgílio – Repórter da Agência Brasil

Os diversos componentes que formam o rico universo do erotismo – amor, desejo, atração, sexualidade, moralidade e religiosidade – integram o tema da mostra coletiva “Erótica, desejos traduzidos”, aberta hoje (29), na galeria Villa Olivia, no Morro da Conceição, na zona portuária do Rio de Janeiro.

São mais de 100 trabalhos, entre pinturas, esculturas, desenhos, gravuras e fotografias, produzidos por 20 artistas plásticos brasileiros, cada um deles traçando sua visão particular sobre a temática.

“O erotismo é um componente primordial da arte. Desperta o humano, o sublime, o animal e o inexplicável em nós. Desperta pela sua crueza, pelos sentidos e pela certeza de que o sexo continua sendo um dos maiores tabus da sociedade contemporânea”, disse Marcelo Frazão, curador e um dos artistas com obras na exposição.

Frazão exibe na mostra uma escultura em cobre que representa uma armadura feminina de castidade, base para uma discussão sobre questões como moral, religião e sexo. Já nas pinturas de outro artista, Paulo Villela, o erotismo é visto com forte dose de humor, conferindo leveza ao tema.

O curador lembra que a arte erótica remonta à pré-história e antecedeu a escrita, mas foi ao longo do tempo agregando valores. “Isto possibilitou acompanhar a evolução humana, das cavernas ao ambiente interativo da internet e dos aplicativos de encontros em celulares”, observou Marcelo Frazão.

A mostra fica em cartaz até 17 de outubro, com entrada franca e classificação indicativa de 16 anos.
A visitação é de quarta a sexta-feira, das 12h às 18h, e a galeria Villa Olívia fica na Ladeira João Homem, 13, no Morro da Conceição, perto da Praça Mauá, na zona portuária do Rio.

Editor Kleber Sampaio

tags:

Comentários

Mais de Cotidiano