Cotidiano

Autoridades gregas detêm mais de 700 migrantes no fim de semana

Da Agência Lusa

A Guarda Costeira da Grécia resgatou e deteve mais de 700 refugiados e migrantes neste fim de semana próximo de várias ilhas, diz comunicado divulgado hoje (30) pelas autoridades do país.

Segundo a Guarda Costeira, a maioria das operações de resgate ocorreu nas Ilhas de Lesbos, Kos, Samos e Ikaría, no Mar Egeu, área que se converteu na principal porta de entrada para a União Europeia devido à sua proximidade com a Turquia.

Em uma das operações de resgate, feita nesse sábado (29) na Ilha de Simi, um imigrante de 17 anos morreu durante um tiroteio entre a guarda costeira grega e supostos traficantes.

De acordo com as autoridades gregas, o confronto ocorreu quando os supostos traficantes que dirigiam a embarcação com cerca de 70 imigrantes dispararam contra um navio da Guarda Costeira e outro da Frontex (Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas, dos Estados-Membros da União Europeia).

No tiroteio, um integrante da Guarda Costeira grega e um possível traficante ficaram feridos, informaram as autoridades.

Além dessas 700 pessoas, chegaram ao Porto de Pireu, em Atenas, mais 2.488 pessoas na noite passada a bordo do Eleftherios Venizelos, a embarcação que nas últimas semanas tem transportado os refugiados e migrantes da costa das ilhas até a plataforma continental grega.

A maioria dos migrantes foi transportada para a estação central ferroviária, de onde partiram em direção à fronteira com a MacedÔnia, um país que, à semelhança da Grécia, tem recebido grande fluxo migratório.

O objetivo dos recém-chegados, a maioria refugiados sírios, é atingir o Centro e Norte da Europa.

Dados divulgados pela Agência das Nações Unidas para Refugiados mostram que desde o início do ano chegaram à Grécia mais de 180 mil migrantes.

Comentários

Mais de Cotidiano