Cotidiano

Estudos apontam todos os benefícios de se ter um pet

O contato com animais de estimação pode ser fonte significativa de suporte e bem-estar para pessoas de todas as idades

diario da manha

O primeiro estudo divulgado aborda os benefícios que os pets trazem à saúde e bem-estar dos humanos, no qual foi comprovado que compartilhar bons e maus momentos da vida com um animal de estimação pode ajudar as pessoas a se manterem mais felizes e saudáveis. Algumas das mais fortes evidências dos benefícios à saúde de se ter um pet, vêm da pesquisa sobre saúde cardiovascular, excitação fisiológica (o efeito moderador do estresse que os animais têm), depressão, ansiedade e suporte social.

Observou-se que pessoas com animais de estimação em casa têm respostas fisiológicas mais saudáveis ao estresse, inclusive frequência cardíaca e pressão sanguínea de base mais baixas. Outro aspecto observado no estudo, foi a base hormonal do vínculo entre humanos e animais, que demonstrou picos de oxitocina (hormônio responsável, entre outras funções, por desenvolver apego e empatia) tanto nas pessoas, quanto em seus cães quando interagem positivamente. O hormônio que nos faz ‘sentir bem’ também é liberado quando as pessoas estão em contato físico e suprime a produção de cortisol (hormônio diretamente ligado ao estresse). Essa redução dos hormônios do estresse pode explicar a sensação de relaxamento que a relação com os animais de estimação pode produzir.

A prática de exercícios físicos também contribui para estreitar laços entre humanos e pets, além de aumentar o gasto de energia, ajudar a queimar gordura e criar massa muscular.

Atividades físicas não são exclusividade dos cães. Gatos também podem (e devem) praticar exercícios, que são essenciais para o bem-estar dos bichanos. Os favoritos são aqueles que lhes permitem escalar, saltar, afiar as unhas, entre outros. Para isso, é fundamental que o proprietário ofereça condições adequadas para essas atividades como, por exemplo, disponibilizar arranhadores, prateleiras, túneis e caixas. Para o gato, brincar e caçar são duas atividades diretamente relacionadas e, nesse caso, um brinquedo é frequentemente identificado como a presa, já que sua essência é ser um caçador.

 

tags:

Comentários

Mais de Cotidiano