Cotidiano

Homem é acusado de matar cinco namoradas

diario da manha

Fernanda Laune,Da Editoria de Cidades

O ambulante Jesus Pereira das Graças, 54, foi preso ontem (27), acusado de assassinar cinco mulheres com quem teve relacionamentos afetivos. A prisão foi realizada pela Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH).

O acusado já foi condenado pela morte de sua esposa, Geralda Maria de Almeida, 21, em 1989, mãe de dois filhos, por estrangulamento, no município de Ouvidor. Em 1997, matou a facadas a namorada Crenilda de Souza Lima, 28, na Capital. A condenação dos crimes foi de 24 anos de reclusão, cumprido cinco anos, ele passou para o regime aberto.

Já em 2011, ele mandou matar outra namorada, Francisca Pedro Vasconcelos, 41, em Aparecida de Goiânia. Outra também que foi morta a mando dele, foi Anelita Neris Faria, 35, em Goianira. Ele disse, em depoimento, que as duas foram assassinadas a tiros e pagou o valor de R$ 5 mil por cada homicídio.

A sua última vítima foi a namorada Sarah Lino da Silva, 27, assassinada no dia 8 desse mês, na Vila Regina, em Goiânia. Depois de cometer o crime, o ambulante fugiu para a fazenda de um amigo, no município de Itapuranga. De acordo com a policia, o dono da propriedade foi autuado por favorecimento pessoal.

 

TRAÍDO

A delegada Karla Fernandes, responsável pela investigação, da DIH, o acusado disse, em depoimento, que se sentia traído e por esse motivo achava que tinha o direito de cometer os crimes para fazer justiça. Outro detalhe é que o acusado usava uma folha com anotações, como: data de nascimento e morte das vítimas.

De acordo com testemunhas, o ambulante sofria de impotência sexual e tinha dificuldades nas relações sexuais, mas era uma pessoa dócil, porém não admitia traições. E menos a primeira mulher morta, as outras mulheres tinham filhos de outros relacionamentos.

O acusado vai responder por crime de femicídio (perseguição e morte intencional de pessoas do sexo feminino). O crime é hediondo, a pena pode chegar a 12 a 30 anos de prisão.

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser