Cotidiano

Mais uma denúncia contra Tiago Henrique

diario da manha

TJ-GO

O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, recebeu ontem a 33ª denúncia contra o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha. O processo apura os assassinatos de Mateus Henrique de Morais e de Karina dos Santos Frias, ocorridos no dia 27 de julho de 2014, em um pit dog na esquina da Avenida Anhanguera com a Rua 208, no Setor Universitário.

De acordo a denúncia do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), os dois jovens voltavam de um retiro religioso e decidiram ir até a lanchonete. Tiago Henrique, então, de acordo com o MPGO, parou sua moto, desceu e atirou nos dois pelas costas. Em seguida, subiu na moto e fugiu. O vigilante, depois de preso, confessou o crime e o exame de confronto microbalístico nos projéteis retirados dos corpos das duas vítimas deu positivo com o revólver apreendido com ele, em outubro do ano passado.

Os autos tramitaram no Juizado da Infância e da Juventude, tendo a investigação apontado, inicialmente, a autoria dos crimes para um adolescente. Após a constatação da autoria ter recaído sobre Tiago Henrique, Jesseir de Alcântara recebeu ofício da delegada Lúcia Aparecida de Oliveira, da Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), comunicando sobre a reabertura das investigações. A juíza da Infância e da Juventude de Goiânia, Maria do Socorro Sousa Afonso da Silva, foi informada sobre o fato e determinou encaminhamento de ofício à DIH solicitando informações.

O magistrado, então, abriu vista da documentação aos promotores que atuam nas Varas dos Crimes Dolosos contra a Vida da comarca de Goiânia, para manifestação. Posteriormente, o MPGO pugnou pela abertura de um novo inquérito policial, sendo juntados novos documentos aos autos. Ao receber a denúncia, Jesseir de Alcântara determinou a citação do vigilante para responder a acusação em dez dias.

Um adolescente, ex-namorado de Karina, foi apreendido logo depois do crime como principal suspeito de ter atirado contra o casal(Fotos: divulgação)
Um adolescente, ex-namorado de Karina, foi apreendido logo depois do crime como principal suspeito de ter atirado contra o casal(Fotos: divulgação)
Mateus não resistiu aos ferimentos e morreu no local, mas Karina chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hugo
Mateus não resistiu aos ferimentos e morreu no local, mas Karina chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada ao Hugo

Comentários

Mais de Cotidiano