Cotidiano

Mulher jogada de apartamento alega ter sido estuprada pelo marido

diario da manha

Claudia Mello Neto, mãe da empresária de 27 anos que afirma ter sido jogada pelo marido do segundo andar do apartamento em que reside, ficou extremamente surpresa em descobrir que sua filha já havia sido estuprada pelo genro em momentos passados. A mulher afirma que apesar de não saber de nada, nunca gostou do homem e diz que ele nunca a enganou.

A empresária, que está internada no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) desde o dia 23 de agosto, revelou o abuso sexual em um depoimento à delegada Magda D’Ávila. Ela confessou que não o denunciou porque no mês de agosto do ano passado o marido a ameaçou dizendo que, caso o denunciasse, não pagaria a dívida de R$ 60.000 que tinha com a sogra.

Cláudia afirma que o genro pediu o dinheiro emprestado após ela vender um veículo, que queria que ele melhorasse e nunca imaginou que ele não pagaria o empréstimo. Ela ainda conta que temia que o genro machucasse o enteado, de dez anos, que vivia com o casal no apartamento. Porém o homem não agrediu a criança, que passou a morar com a avó.

 

Do acontecimento

A polícia informa que horas antes de a empresária ser jogada do apartamento, a mulher e seu marido tiveram uma briga durante uma festa em Nerópolis, região metropolitana de Goiânia. Em meio à confusão, a empresária foi agredida pelo marido e decidiu voltar para o seu apartamento, localizado na capital.

Logo após a empresária ter entrado no edifício, seu marido a seguiu saindo de outro veículo. Segundo o depoimento dos funcionários do condomínio, em um curto espaço de tempo a mulher caiu do apartamento.

O casal estava junto há sete anos, e apesar de ter denunciado o marido uma vez, Cláudia conta que a filha era agredida com frequência.

O homem está preso no Centro de Triagem do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Ele tem passagem por tráfico de drogas e violência doméstica, sendo uma delas prestada pela própria mulher em 2013.

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser