Cotidiano

‘Merendão’ tem desvio de carne comprovado pela Controladoria da Prefeitura

diario da manha

Beto Silva

As denúncias realizadas na terça-feira pelos vereadores da Câmara Municipal de Goiânia quanto a uma série de irregularidades no repasse e compra de merenda escolar ganhou novos capítulos com a divulgação de dados e informações pela Controladoria Geral do Munícipio (CGM), que reconheceu fragilidade na fiscalização e diferença na entrega de carne para as escolas.

Hoje mesmo, pela manhã, o vereador Djalma Araújo (SDD) começou a coleta de 12 assinaturas para a instalação na Câmara de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI). Após realizar várias diligências nas escolas da capital, o vereador disse em plenário que não avançar na investigação seria o mesmo que trair as mães. Ele afirma que  elas “clamam pela saúde dos filhos” e que procuraram a casa para auxiliar no conjunto de provas que será formalizada na denúncia.

Djalma tem chamado o caso de “Merendão”, devido ao fato atingir de imediato as crianças da rede municipal de Goiânia.  Na tarde de ontem, ele e o vereador Elias Vaz divulgaram relatório da Controladoria que  constata diferença de 64 mil kg de carne entre o faturado e o entregue para merenda escolar de Goiânia.

Conforme Djalma Araújo, cinco vereadores já anunciaram que  assinam o documento para abertura das investigações.

Djalma faz vários questionamentos: “Quem está recebendo os produtos alimentícios da merenda escolar? E onde os alimentos são estocados e porque a merenda não está chegando às escolas?”.

O vereador questiona também o fato de duas empresas serem de Mossâmedes: “Como uma empresa distante 151 quilômetros  de Goiânia tem condições de entregar tais produtos? “.

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser