Cotidiano

Preso proprietário de rancho suspeito de caça e pesca predatória em Goiás

diario da manha

Um proprietário de um rancho localizado às margens do Rio Claro, em Fazenda Nova, região oeste de Goiás, foi preso no início da noite de sábado, 26, pela Polícia Militar (PM), em flagrante por caça e pesca predatória.

No rancho, a polícia apreendeu mais de 92 kg de peixes, facas, munições, uma espingarda e oito redes de pesca.

De acordo com PM, além do dono, haviam 18 pessoas no rancho no momento da abordagem que não foram autuadas, pois o proprietário do imóvel se apresentou e alegou que todos os itens encontrados pertenciam somente a ele.

Ainda de acordo com a PM, os peixes encontrados não possuíam o tamanho mínimo exigido pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH).

De acordo com o órgão o tamanho do peixe é analisado e diferenciado para cada espécie e uma vez que o peixe não atinge o tamanho previsto, há uma interrupção na cadeia de procriação de cada espécie.

A polícia ainda divulgou que o homem responderá, além da pesca predatória, por caça, pois no local também foram encontradas penas de animais silvestres.

Conforme dados da PM, o homem no momento da abordagem não reagiu e aceitou de forma pacífica que estava errado, sendo levado para a Delegacia de Fazenda Nova, onde foi autuado por crimes ambientais, além de porte ilegal de arma de fogo. Após pagar fiança o proprietário do rancho foi liberado.

Os itens apreendidos na ação também foram encaminhados para a delegacia e segundo a PM, um veterinário constatou que os peixes estavam prontos para consumo e toda o pescado foi doado para um abrigo de idosos localizado no município.

peixe 2

Comentários

Mais de Cotidiano

3 de julho de 2019 as 15:11

Morre Wágner Nasser