Cotidiano

Delegado aposentado morre em motel acompanhado de garota de programa em Goiânia

diario da manha

A Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) apura o caso do delegado aposentado da Polícia Civil de 75 anos, que morreu em um quarto de um motel, na noite de domingo, 19, no Setor São Judas Tadeu, em Goiânia.

A Polícia Militar (PM) divulgou que no momento da morte do ex-delegado, ele estava acompanhado de uma garota de programa. A corporação foi acionada por funcionários do Motel Álamo por volta das 22 horas e ao chegarem ao local, policiais encontraram o corpo do aposentado caído ao lado da cama.

À polícia, a garota de programa, identificada como Vanderly Rodrigues Garcia, afirmou que eles haviam ingerido bebida alcoólica durante toda a tarde de domingo, em um bar no Jardim Guanabara e que no início da noite, eles resolveram ir ao motel, onde o policial, segundo ela, comeu uma porção de frango, um refrigerante e pediu um champanhe para ela, após isso, o ex-delegado dormiu por uma hora e meia.

Ainda segundo a mulher, ao acordar, o aposentado disse que ia ao banheiro e no momento em que se levantou da cama, caiu de costas e bateu a cabeça no chão, ocasião em que desmaiou. Vanderly afirma que chamou funcionárias do estabelecimento e garantiu ter tentado reanimar seu acompanhante com uma massagem cardíaca.

Na ocasião, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas ao chegar no local encontrou o homem sem vida. De acordo com os socorristas, ele foi vítima de um infarto fulminante.

A DIH ainda não se pronunciou sobre o caso.

Comentários

Mais de Cotidiano